Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Posts marcados ‘workshop’

Workshop de Negociação Mercado Comum

Negociar é uma necessidade quase cotidiana que envolve pessoas dos mais variados níveis hierárquicos em organizações de variados setores. Frente a esta necessidade premente, as pessoas buscam cursos de negociação, mas negociação não se aprende sem praticar, por isso desenvolvi um jogo, um Workshop que simula uma negociação de Mercado Comum, veja:

Objetivos
  • Capacitar de forma lúdica e agradável os participantes a negociarem com públicos de diferentes perfis, de forma eficaz.
Benefícios
  • Ao final os participantes deverão ser capazes de:
    • Conhecer os estágios e fases de uma negociação eficaz.
    • Conhecer a metodologia de negociação da Harvard.
    • Dominar suas emoções durante o processo de negociação.
    • Entender o conceito de concessão e conciliação e como utilizá-los gerando melhor resultado.
    • Conhecer os efeitos nocivos de uma comunicação com filtros e barreiras.
    • Compreender os desejos e anseios da outra parte numa negociação.
Diferencial
  • Condução de um jogo cujo objetivo é coordenar os participantes num cenário de uma negociação internacional, onde utilizarão os conceitos apresentados para formar um Mercado Comum, representado por seus membros.
  • O jogo está baseado na metodologia da Harvard Negotiation Project.
Estrutura
  • Acontecerão várias rodadas de negociação onde cada país deve apresentar sua proposta de criação da Área de Livre Comércio negociando tópicos como:
    • Tarifas alfandegárias
    • Propriedade Intelectual
    • Livre circulação de pessoas.
Duração
  • 16hs

Este curso foi aplicado com sucesso na Petrobras e no Bob´s

Solicite uma proposta pelo e-mail claudio@igec.com.br

Porque me contratar?

Especialista de Harvard participa de treinamento em Manaus

Treinamento promovido pela Targo Consultoria trouxe a Manaus especialista em técnicas de negociação de alto rendimento desenvolvidas na Universidade de Harvard

Participantes se envolveram em simulados de negociações utilizando ferramentas consagradas de alta performance

Participantes se envolveram em simulados de negociações utilizando ferramentas consagradas de alta performance (Marcio Silva)

Viver é estar em constante processo de negociação. A boa desenvoltura nesse ramo é fator determinante para o sucesso pessoal. Para as empresas, é uma questão de sobrevivência. Na semana passada, gestores e executivos de várias organizações  reuniram-se no hotel Hollyday Inn para participar do workshop Negociação de Harvard, evento promovido pela Targo Consultoria.

O workshop foi ministrado por Pablo Laurino, consultor Sênior da CMI International Group, empresa especializada na difusão dos conceitos desenvolvidos há quase três décadas na Universidade Harvard, nos Estados Unidos.

Foi lá que o termo win-win (ganha-ganha) foi cunhado para definir negociações de alta performance, que visam a satisfação de necessidades mútuas dos negociadores, onde todos saem ganhando.

Pablo Laurino explica que esse modelo foi construído a partir da observação e análise das práticas adotadas por grandes negociadores. Foi um conceito inovador no final dos anos 80 e início dos 90, quando começou a ser difundido entre grandes corporações. Hoje, é a principal teoria de negociação.

Conceitos
São conceitos que não se aplicam apenas no mundo dos negócios, mas em qualquer aspecto da vida. “Abordamos a negociação na definição ampla. Cada vez que tentamos influenciar a decisão de alguém, estamos negociando. Hoje, minha primeira negociação do dia foi com minha esposa para ver quem tomaria banho primeiro. Ao longo do dia, em cada microconversa, há uma micronegociação”, ensina o consultor.

 O evento teve a participação de empresas como I. B. Sabbá, Fundação Nokia, Petrobras, Moto Honda e Ótica Veja, entre outras. De forma prática, com a simulação de negociações, os participantes entraram em contato com ideias, ferramentas e conceitos capazes de maximizar resultados. “Grandes negociadores pensam nos interesses por trás das demandas, o que as pessoas realmente querem”, diz Laurino.

Método consagrado
Após a construção do método de negociação “ganha-ganha”, algumas empresas foram criadas para difundir esses conceitos fora do mundo acadêmico. Uma delas é a CMI International Group, empresa com mais de 20 anos de atuação. Entre seus clientes estão grandes empresas como Ford, Wolkswagen, Visa, Mastercard e Microsoft entre outros.

“O processo vai além do conteúdo da negociação, ele busca o que está por trás das demandas, daquilo que realmente motiva as pessoas”, diz o consultor Pablo Laurino. Ele cita como exemplo o caso do consumidor que vai a uma loja a procura de uma mesa. Ao bom vendedor, que é antes de tudo um negociador, caberá descobrir para que o consumidor precisa dessa mesa, o que gera essa necessidade. De posse dessa informação, o vendedor poderá apresentar um produto que melhor atenda o cliente, e que talvez nem seja uma mesa.

Outra característica do bom negociador é a capacidade de separar problemas e pessoas, suprimindo eventuais preconceitos e posicionamentos pessoais. “O foco deve ser na resolução do problema”, ensina.

Fonte: http://acritica.uol.com.br

Workshop MercoBob’s Excelência em Negociação

Projeto: Workshop MercoBob’s Excelência em NegociaçãoBob's

Cliente: Bob’s

Objetivos do Projeto:

  • Conhecer os estágios e fases de uma negociação eficaz.
  • Conhecer a metodologia de negociação da Harvard.
  • Dominar suas emoções durante o processo de negociação.
  • Entender o conceito de concessão e conciliação e como utilizá-los gerando melhor resultado.
  • Conhecer os efeitos nocivos de uma comunicação com filtros e barreiras.
  • Compreender os desejos e anseios da outra parte numa negociação.

Desafio: Capacitar de forma lúdica e agradável os participantes a negociarem com públicos de diferentes perfis, de forma eficaz.

Metodologia Aplicada: Essencialmente prática, baseada no tripé:

 Metodologia de Aprendizagem

Resultados: Avaliado como “EXCELENTE” pelos participantes.

Produtos: Jogo de negócios (business game) MercoBob’s Excelência em Negociação, com duração de 8 h, onde os participantes simulam um cenário de negociação internacional, e utilizam os conceitos apresentados para formar um Mercado Comum, representado por seus membros. O jogo está baseado na metodologia da Harvard Negotiation Project.

metodologia da Harvard Negotiation Project

Participantes: 40 Gerentes Regionais, Consultores de Campo e Gerentes de Lojas Escola.

O Bob’s foi o segundo cliente onde apliquei o Workshop de Negociação Mercado Comum, desta vez denominado MercoBob’s. Estar entre gerentes de fast food novamente foi bastante interessante, lembrando minha época de gerente da rede McDonald’s. O workshop transcorreu de forma muito dinâmica e competitiva, os participantes levando a disputa a sério. Fui muito instrutivo também aplicar um jogo nascido de um projeto na Petrobras no Bob’s, duas empresas muito diferentes. Boas lições foram apreendidas pelos participantes, principalmente os ítens determinantes do sucesso numa negociação: tempo, informações e alternativas.

Academia de Serviços da TAM completa dez anos

A Academia de Serviços Comandante Rolim Adolfo Amaro, pela primeira vez, abriu as portas para a imprensa em um workshop especial no local de treinamento e seleção de funcionários da TAM, realizado hoje, dia 8, na sede em São Paulo, em comemoração aos dez anos de existência. “Temos a função de treinar bem todos os nossos funcionários”, afirma o diretor de Operações e Treinamento Operacional da TAM Linhas Aéreas, o comandante Leornard Grant, ao explicar que o centro de treinamento dá um suporte ao negócio para alcançar a satisfação do cliente.

“As pesquisas realizadas com nossos passageiros nos auxiliam a descobrir onde devemos ajustar o nosso serviço. Elas são o ponto de partida para quase todos os cursos que desenvolvemos na Academia, sempre voltados ao crescimento profissional dos funcionários e à evolução do nosso negócio”, afirma a gerente de Treinamento da TAM, Melissa Casagrande.

A Academia realiza e coordena os cursos teóricos, práticos e comportamentais aplicados na TAM. Atualmente, a unidade que atende uma média diária de 800 pessoas, é responsável por qualificar os funcionários no Brasil e no exterior, além de ser uma peça estratégica na política da companhia de oferecer serviços com altos índices de segurança e qualidade.

E na oportunidade, todos os presentes puderam conhecer as instalações da Academia de Serviços, e acompanhar a atuação das equipes de treinamento. Também foram apresentados as ações e projetos da TAM e os cursos oferecidos para funcionários de formação técnica, treinamentos de integração (voltado para maior conhecimento histórico da empresa), de formação inicial (para que os colaboradores tenham noção de excelência de serviços e atendimentos), e formação aprendizes.

E para participar do treinamento oferecido para pilotos, a Academia exige que eles tenham experiência mínima de 800 horas, com curso superior, e 1,2 mil horas de experiência para os que não têm curso superior. Este ano, já foi mais de 290 mil horas de cursos, palestras e programas de reciclagem. De janeiro a novembro, a companhia investiu R$ 32 milhões em treinamento, o que representa quase 20% a mais do que o investido no mesmo período de 2010. Deste valor, 2/3 é voltado especificamente para o curso dos pilotos. Ainda esta sendo construído um centro com todo equipamento e infraestrutura de simuladores (utilizado no treinamento de pilotos), em parceria com uma empresa, a qual garantirá 70% do trabalho destinado à TAM, exclusivamente.

“Não medimos esforços nessa área. O alto investimento na qualificação permanente de 29 mil funcionários, é estratégico para nossa companhia”, afirma o vice-presidente de Gestão de Pessoas e Conhecimento da TAM Linhas Aéreas, Cláudio Costa.

A companhia aérea possui um grupo de 2,3 mil pilotos e co-pilotos – destes, apenas 20 são mulheres. E de acordo com Marcos Tourense, da área de Treinamento Técnico de Comissários, do grupo de 6,5 mil comissários, 150 realizam o curso de reciclagem todo mês. O Centro de Treinamento, aprovado pela Anac, em breve será ampliado com a inserção de uma Universidade da aviação, segundo o Grant. “Esta é a nossa meta. Porém queremos fazer isso mais pra frente, com qualidade e não para apenas ser a maior”, complementou o comandante.

Fonte: http://www.brasilturis.com.br

Workshop no Rio falará sobre blogs esportivos

Curso abordará temas como cobertura jornalística, SEO, métricas e redes sociais

Divulgação

RIO DE JANEIRO (Da Redação), 13 de junho – Ensinar a criar, operacionalizar e manter com sucesso um blog na área esportiva. Esse é um dos objetivos do workshop que será ministrado em julho, no Rio de Janeiro, pela jornalista Cristina Dissat, criadora e editora do blog Fim de Jogo.

As aulas ocorrerão no Instituto de Gestão e Comunicação (Igec), no Centro do Rio, onde Cristina já havia palestrado para uma turma de jornalismo esportivo. “O papo com os alunos foi ótimo e sentimos que tinha muita coisa mais específica que poderia ser passada na área de mídias sociais, SEO para blogs e outras ferramentas de acompanhamento. Existe também uma curiosidade grande sobre como desenvolver um trabalho independente ou como obter credenciamento oficial”, explica a jornalista ao JW.

Criado em 2004, o Fim de Jogo ganhou evidência por sua originalidade na cobertura dos arredores do Maracanã – e, hoje em dia, do Engenhão também – em dias de jogos. Cristina começou a publicar no veículo relatos sobre o que via da janela do seu apartamento, no bairro do Maracanã. Com o tempo, o blog tornou-se um serviço de utilidade pública com forte presença também nas redes sociais, em especial no Twitter.

O MESMO RESPEITO DOS TRADICIONAIS

Entre as experiências que pretende compartilhar, a jornalista falará sobre como o blog foi ganhando o mesmo respeito que o de veículos tradicionais nas coberturas esportivas. “Em 2009, quando senti a necessidade de ir cobrir os jogos dentro dos estádios, enviei o projeto do Fim de Jogo para a Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (Acerj). O material ficou em análise e depois foi aceito. Mais tarde, vi que só poderia fazer registros em vídeos se eu fosse credenciada da Associação Profissional dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro (Arfoc). Mais uma vez, descrevi o projeto, levei meu registro profissional e uma carta do site Videolog confirmando o canal que eu tenho lá. Saiu o registro e trabalho totalmente dentro das regras aos jornalistas”, conta.

Com carga horária de 24 horas, o workshop terá início no dia 2 de julho e vai ser realizado em seis sábados. Mais informações podem ser obtidas no site oficial do curso. JW.

SERVIÇO:

Workshop sobre blog esportivo
Início: 02/07/2011
Horário: 08h30 ás 12h30
Carga horária: 24h (6 sábados)
Local: Igec
Endereço: Avenida Presidente Vargas, 534/15 – Centro – RJ

Fonte: http://www.jornalistasdaweb.com.br

SENAI Pindamonhangaba participa de treinamento para Olimpíada do Conhecimento 2011

Desde a última semana cerca de 18 docentes da escola SENAI Pindamonhangaba participam de um workshop voltado a preparação e treinamento para as provas da Olimpíada do Conhecimento, um evento cujo objetivo é reunir alunos de diferentes áreas tecnológicas, de unidades escolares de todo o SENAI para participarem de competições para avaliar e propiciar a melhoria de qualidade da educação profissional.

Imagem: divulgação
Durante os workshops os professores puderam ter a oportunidade de receber informações sobre as provas, o sistema de avaliação, os critérios de avaliação e como melhor preparar seus competidores.  Essas ações foram desenvolvidas em diversas unidades do estado de São Paulo, e foram divididas por modalidades.

Para o diretor do SENAI Pindamonhangaba, Paulo Sergio Torino, a escola já está preparando e treinando seus competidores para que eles tenham uma ótima participação na Olimpíada. “O potencial dos nossos alunos nos impressionam a cada ano, é visível a motivação que eles tem para praticar os exercícios e treinar para as provas, isso só consolida ainda mais a credibilidade que a escola Senai de Pinda tem perante a sociedade”, ressalta.

Fonte: http://www.valenews.com.br

Previbarras promove treinamento e reúne servidores municipais


Primeira edição do workshop integrou 23 servidores efetivos, que representaram todas as secretarias municipais Foto: PMQB

Servidores municipais de Quatro Barras participaram, no último dia 19, do workshop “Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social”, realizado no Hotel Estância Betânia, em Colombo, a partir de uma iniciativa da Previdência Social de Quatro Barras (Previbarras).

Durante o treinamento, que teve duração de sete horas, foram abordados quatro temas principais: papel e responsabilidade dos conselheiros, política anual de investimentos, gestão financeira e controle social, que foram explanados pelo palestrante Eliezer da Silva, da empresa Função Pública Consultoria e Treinamentos Ltda. Outro assunto foi a avaliação atuarial, colocado em pauta através da empresa Actuary Corretora de Seguros e Consultoria Atuarial.

“O objetivo foi esclarecer o sistema de funcionamento do Regime Próprio de Previdência, que entre outras vantagens funciona de forma mais próxima dos servidores, garantindo um acesso mais facilitado. Tratamos também sobre a importância e os benefícios da contribuição e apresentamos a prestação de contas referente ao exercício de 2010”, explicou o secretário executivo da Previbarras, Osmar Domingues.

Avaliação
O questionário de avaliação, respondido pelos participantes ao final do workshop, demonstrou aprovação nos quesitos tempo de duração, metodologia, exposição dos temas e recursos didáticos utilizados. Efetivo na Prefeitura Municipal há 11 anos, hoje o servidor Élcio Landarin Zattoni também atua como vice-presidente da Previbarras. Segundo ele, a iniciativa foi bastante válida. “Foi uma experiência nova, que tratou sobre assuntos do interesse de todos e de uma forma bastante didática. Sem dúvida, a proposta do evento foi cumprida e ofereceu conhecimentos importantes”, afirmou.
No total, a primeira edição do evento reuniu 23 servidores efetivos, representantes de todas as secretarias municipais. A expectativa, segundo a Previbarras, é de que neste ano ainda sejam realizadas pelo menos outras duas edições, estendendo a oportunidade aos demais servidores.

Benefícios
Em Quatro Barras, o Regime Próprio de Previdência Social foi implantado no ano de 1999, passando a assegurar aos servidores benefícios como aposentadoria e pensão por morte, conforme prevê o artigo 40 da Constituição Federal. Hoje, a Previbarras conta com mais de 600 beneficiários, entre servidores ativos, aposentados e pensionistas.

Fonte: http://agoraparana.uol.com.br

Nuvem de tags