Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Posts marcados ‘USP’

Cresce o interesse empresarial de formar seus próprios profissionais

Nascidas na década de 1970, nos Estados Unidos, as universidades corporativas (UCs) desembarcaram no Brasil por volta dos anos 90. De acordo com a professora Marisa Eboli, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP), o avanço do ensino corporativo se deve à necessidade de atualização permanente dos funcionários e o aprimoramento do ensino que é oferecido aos futuros profissionais. “A velocidade da informação e das descobertas em todas as áreas do conhecimento é tão acelerada que o sistema de ensino formal não dá conta das novidades”, explica.

E na saúde isto não é diferente. O Hospital Israelita Albert Einstein criou os cursos de especialização lato sensu com foco nas áreas em que possui expertise. “São mais de 35 disciplinas reconhecidas pelo MEC e ministradas em uma entidade com acreditação internacional. A média por ano é de 1200 formandos só nos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação. Em algumas especialidades conseguimos aproveitar 80% dos alunos”, afirma Felipe Spinelli, diretor de ensino do Instituto.

Para colaborar com a formação dos futuros profissionais, o Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP) aprimora a qualificação dos estudantes dos últimos anos do curso de medicina. A capacitação se dá por aulas presenciais e por vídeo-conferência com 180 horas de carga horária. Ao todo são discutidos 90 temas, além do intercâmbio de experiências nacionais e internacionais, e orientações para um novo modelo do profissional do século XXI.

O laboratório Fleury, de São Paulo, acredita que investir na capacitação dos colaboradores é um dos grandes diferenciais na gestão de pessoas. Por isso, investe desde 1993 no desenvolvimento de seus colaboradores, clientes e fornecedores. Um dos recentes investimentos foi a inauguração das novas instalações da universidade corporativa, com capacidade para atender 300 alunos simultaneamente. “No ano passado, 60% dos nossos funcionários fizeram de um a quatro treinamentos. O curso de sustentabilidade, por exemplo, contou com a adesão de 20%”, informa o diretor executivo de pessoas, José Marcelo de Oliveira.

Oliveira conta que o crescimento levou a universidade corporativa do Grupo Fleury a implantar um programa de orientadores e multiplicadores para ampliar as atividades educacionais em todas as praças, constituído hoje por 10 eixos alicerçados em três escolas: funcional, de negócios e de desenvolvimento pessoal. Até 2014 serão 440 temas de capacitação.

Seguindo esta tendência, a Universidade Anhembi Morumbi acaba de firmar uma parceria com o Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, tornando-o um Hospital Escola. A proposta inicial é que cerca de 60 graduandos, a partir do quarto ano, atuem na Instituição. Até 2013, a expectativa é que sejam 200 alunos.

Fonte: http://www.hospitalar.com

Anúncios

Novo lançamento da Qualitymark Editora aponta a necessidade do equilíbrio das competências emocionais

Para o desenvolvimento de qualquer setor da vida, Minoru Ueda afirma que é preciso achar um meio termo nas emoções

Este livro parte de um trabalho de MBA desenvolvido com o auxílio da larga experiência em RH e desenvolvimento humano de seu autor, Minoru Ueda. Nele, são descritos os fatores emocionais, que definem as relações humanas e do indivíduo com seu eu. São elas: o autocontrole (a capacidade de administrar as próprias emoções e impulsos), a automotivação (capacidade de persistir diante de fracassos e dificuldades), o autoconhecimento (a consciência dos próprios sentimentos), a empatia (compreender e sentir os outros) e as habilidades sociais (lidar com as emoções alheias).
Por meio das competências emocionais é que se realizam todas as outras aptidões na vida. Sem equilíbrio neste lado, todos os outros setores da vida estão em perigo. Se uma relação interpessoal se propõe forte e duradoura, ela deve envolver a adaptação empática entre as pessoas relacionadas. Portanto, competência emocional é jornada, é sair de uma ponte de incomunicabilidade e reverter à situação para o acolhimento do outro. É, portanto, a saída de um cotidiano vazio e maltratado.
Somente assim, o indivíduo poderá se desenvolver e estará completamente apto a ser criativo e inovador em sua vida, tanto profissionalmente quanto pessoalmente. Suprida a necessidade mais desenvolvida do ser humano, que é a do ego, ele se sentirá confortável para buscar desafios e, motivado, se empenhar no que faz.
A metodologia deste livro é dinâmica, pois ao mesmo tempo em que apresenta desafios (palavra usada pelo autor para substituir a expressão “problema”), também são sugeridas oportunidades para focalizá-los, mapeá-los, rastreá-los e principalmente, agir sobre eles.
Sobre o autor:
Minoru Ueda é conferencista, escritor e consultor organizacional. Graduado em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, pós-graduado em RH, MBA em Gestão de Recursos Humanos pela FIA, com formação e certificação internacional em COACH pela ASTD American Society for Training & Development e Master Practioner em Programação Neurolinguística. Coautor do livro Ser Mais Líder. É Diretor de Desenvolvimento da Íkone Empresarial. Membro da equipe de mentores do Programa de Mentoring desenvolvido pela  Associação dos Engenheiros Politécnicos da Universidade de São Paulo (USP).

Dados técnicos:
Formato: 16cm x 23cm
Total de páginas: 112
Preço de capa: R$24,90
ISBN: 978-85-7303-020-4

Empresas de MT participam em Sorriso de curso sobre distribuição de produtos agropecuários

O curso Gestores do Futuro terá duração de oito meses. Serão duas aulas mensais ministradas por professores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).

A unidade de Sorriso do Conselho Estadual de Associações das Revendas de Produtos Agropecuários de Mato Grosso (Cearpa) inicia nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Sorriso (Aces), o curso da Universidade Corporativa da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumo Agrícolas e Veterinários (Andav).

O curso Gestores do Futuro terá duração de oito meses. Serão duas aulas mensais ministradas por professores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).

“A ideia é trazer para Sorriso e região a discussão dos temas que são relevantes para o sistema de distribuição de produtos agropecuários”, explica Roberto Fava Scare, professor da USP. “Será um curso muito customizado e adaptado à realidade local, onde a gente busca juntar as revendas e as distribuidoras de insumos para discutir o seu futuro”.

Segundo ele, a capacitação das dos gestores e dos diretores das revendas é muito importante porque todos os outros elos da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro, principalmente do setor de grãos, estão se profissionalizando.

“Os produtores rurais estão se atualizando, como é o caso da Aprosoja [a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso], uma entidade preocupada com o desenvolvimento do produtor e, do outro lado, temos os produtores de insumos também muito organizados, e a revenda não pode ficar para trás”, alerta Scare.

Matheus Alberto Cônsoli, professor do Centro de Pesquisa e Projetos em Marketing e Estratégia (Markestrat), explica que o curso oferecerá disciplinas orientadas ao processo de gestão. “O Cearpa determinou a abordagem de alguns temas importantes para a região, como planejamento estratégico, gestão financeira, troca de grãos, gestão de pessoas e questões jurídicas”.

As aulas serão ministradas no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Sorriso (Aces). “Serão encontros presenciais realizados mensalmente de março a outubro, com entrega de certificado emitido pela Fundação da Universidade de São Paulo na conclusão do curso”, acrescenta Cônsoli.

Foram oferecidas apenas 34 vagas destinadas para representantes do sistema de distribuição da região. “Além de Sorriso, participam pessoas de Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Mutum, Nova Ubiratã e Ipiranga do Norte”, informa Ednei Paes Nantes, do Cearpa Sorriso.

Fonte:

Nuvem de tags