Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Posts marcados ‘Caixa Econômica Federal’

Caixa intensificará treinamento de funcionários devido a redução de juros

Até do dia 4 de maio, quando começará o Feirão da Casa Própria no Recife, a Caixa Econômica Federal vai intensificar o treinamento dos funcionários nas agências e implementar um simulador no site da instituição (www.caixa.gov.br), por conta da redução de até 21% dos juros para o financiamento de imóveis. A orientação do banco para quem for fechar contratos nesse período é comparar as condições atuais do financiamento com as taxas futuras e, se for vantajoso, esperar pela vigência das novas taxas na próxima semana.

De acordo com o presidente de Governo e Habitação da Caixa, José Urbano Duarte, a instituição continuará expandido suas operações e, caso seja necessário, o governo fará novos aportes no banco. A informação foi confirmada pelo secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Ele disse que o governo poderá capitalizar os bancos públicos para que aumentem a oferta de crédito no país.

“Se houver necessidade de capitalização, vamos prover. Eu não vejo necessidade neste momento, mas não será a falta de capital que vai impedir os bancos de realizarem sua tarefa (de ampliar o crédito)”, disse Augustin.

Urbano previu que, com a redução nas taxas do crédito imobiliário, as contratações da Caixa deverão fechar o ano com R$ 96 bilhões, acima dos R$ 90 bilhões previstos inicialmente. O banco empresta praticamente sozinho os recursos do FGTS e detém cerca de 52% dos financiamentos da poupança. Juntas, essas duas fontes compõem o Sistema Financeiro da Habitação (SFH), que tem taxa limitada a 12% ao ano e valor do imóvel de até R$ 500 mil.

Atualmente, a taxa de juros média da Caixa está em 9,5% ao ano. Com o anúncio desta semana, poderá cairá em um ponto percentual, segundo a instituição. O prazo de pagamento pode chegar a 30 anos.

Simulação a partir do corte nos juros do crédito imobiliário anunciado pela Caixa mostra que a economia, levando em conta o valor total do financiamento, pode ser significativa no longo prazo. Em financiamento de um apartamento de R$ 500 mil, o valor total do imóvel financiado chegaria a R$ 961 mil, com a nova taxa de 9%, ante o R$ 1,016 milhão somado no fim do financiamento com as taxas cobradas no mercado (em média, 10%). A simulação considera financiamento de 80% do valor do imóvel, segundo Marcelo Prata, presidente do Canal do Crédito: “O valor da economia, ao longo dos 30 anos com a redução das taxas é de R$ 56 mil, sem o desconto da poupança”.

Descontando o rendimento da poupança no período, a economia será de R$ 6 mil. A simulação considera os juros contratados no balcão, em imóvel no valor limite do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Clientes com relacionamento com banco e que tenham suas contas-salário na Caixa têm condições mais vantajosas. Se o cliente da Caixa for financiar um imóvel de até R$ 170 mil, nas regras do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e tiver relacionamento e conta salário, a taxa máxima cai dos atuais 8,4% para 7,9% anuais. E pode chegar a 7,4% se o mutuário também for cotista do FGTS, inclusive para financiamentos do Minha Casa Minha Vida, na faixa de renda acima de R$ 3,1 mil. Segundo o banco, a economia para um financiamento de R$ 100 mil, por exemplo, dentro dessas regras, será de R$ 450 no primeiro ano e de R$ 7 mil em 30 anos.

Feirão no Recife

Quem está de olho na casa própria já pode entrar na contagem regressiva. Na próxima sexta-feira, dia 4 de maio, terá início o 8º Feirão da Caixa da Casa Própria, que movimenta o Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, até o dia 6. Serão 21,5 mil imóveis ofertados, um dos maiores volumes desde que a primeira edição do evento. Destes, pelo menos 15 mil unidades são novas ou ainda estão na planta e 7,1 mil estão dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

A expectativa da Caixa é de que pelo menos 50 mil pessoas passem pelo feirão neste ano. De acordo com Eveline Ferreira, superintendente regional de habitação da Caixa, no local os visitantes poderão simular financiamentos, pegar a carta de crédito e pesquisar ofertas de 48 construtoras e 44 imobiliárias. “Caso encontrem o imóvel desejado, os presentes ainda poderão firmar um contrato de compra no cartório postal que também participará do evento.”

Fonte: http://www.pernambuco.com

Anúncios

Banco da Gente participa com outras instituições de treinamento no Sebrae

divulgação
recurso

            Campo Grande (MS) – O Banco da Gente participou, durante cinco dias (23 a 27 de maio), juntamente com representantes de instituições financeiras, de treinamento no setor de micro e pequenas empresas visando conhecer e aprimorar o padrão de análise, concessão e acompanhamento de crédito, gerando resultados efetivos para bancos e empreendedores.

           A capacitação reuniu o Banco da Gente, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Sicredi, Itaú, Credigente, Sebrae/MS, Sebrae/MG e Sebrae Nacional. O treinameneto aconteceu na sede do Sebrae, na Capital, e tratou do cenário da micro e da pequena empresa no Brasil, a gestão financeira prática e a gestão de crédito e risco. 

             Para o analista técnico do Sebrae nacional André Dantas, este processo consolida os interesses dos empresários e das instituições. “É no contexto local que as instituições direcionam o foco de atendimento. Este é um trabalho de sensibilização para existir uma análise diferenciada à micro e pequena empresa”, pontua.

              Metodologia

          A metodologia aplicada consistiu, basicamente, em dois aspectos inovadores, segundo explica a analista técnica do Sebrae-MS, Luciene Mattos. “O método pedagógico utilizado e os objetivos de desenvolvimento comportamental são baseados no modelo CEFE – Competência Econômica através de Formação de Empreendedores.

         Dantas afirma que este método promove a aproximação entre as empresas e as instituições. “O mesmo tipo de curso é oferecido desde 2003 para grupos individuais, ou seja, se o banco ‘x’ quer treinar seus colaboradores, já existe esse produto oferecido pelo Sebrae. A ideia é dinamizar essa ação miscigenando diferentes instituições de acordo com a realidade local”, enfatiza.

  Fonte: http://www.pantanalnews.com.br

Nuvem de tags