Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Arquivo para a categoria ‘Job Aids, Quebra-Gelos e Dinâmicas’

Qual é seu estilo de aprendizagem?

Os estilos de aprendizagem referem-se aos modos como você prefere adquirir uma nova informação. Cada um de nós aprende e processa a informação dos nossos próprios modos especiais, embora compartilhemos alguns modelos de aprendizagem, preferências, e aquisição. O conhecimento do seu próprio estilo também pode ajudá-lo a compreender que outras pessoas podem vivenciar a mesma situação de um modo diferente do seu próprio.

Tome alguns minutos para concluir o questionário de avaliação do seu estilo de aprendizagem preferencial. Comece lendo as palavras na coluna à esquerda. Das três respostas à direita, circule aquela que melhor o caracteriza, respondendo tão honestamente quanto possível com a descrição que se aplica a você mesmo. Conte o número de itens circulados e escreva o seu total no final de cada coluna. As alternativas escolhidas oferecerão um descritivo de como você aprende.

Quando tento concentrar-me… Torno-me distraído por confusão ou movimento, e noto coisas em volta de mim outras pessoas não nota Sou distraído por sons, e tento controlar o montante e o tipo do barulho em volta de mim Fico distraído pela agitação, e tendo a retirar-me dentro de mim.
Quando visualizo… Vejo quadros vívidos, detalhados nos meus pensamentos Penso em vozes e sons Vejo imagens nos meus pensamentos que implicam em movimento
Quando falo com outros… Encontro dificuldade de escutar por muito tempo. Gosto de escutar, ou fico impaciente para falar comigo mesmo. Gesticulo e comunico-me com as minhas mãos.
Quando contacto pessoas… Prefiro reuniões cara a cara. Prefiro a fala por telefone. Prefiro interagir andando ou participando em um pouco de atividades.
Quando vejo uma pessoa conhecida… Esqueço nomes, mas lembro-me dos rostos, e tendo a recordar onde nos encontramos pela primeira vez. Sei nomes de todos e posso citar normalmente o que discutimos. Lembro-me do que fizemos em conjunto e quase posso “sentir” nosso tempo juntos.
Quando descanso… Olho a televisão, vejo um jogo, visito uma exposição, ou vou a um filme. Escuto a rádio, toco música, leio, ou converso com um amigo Faço esportes, ofícios, ou construo algo com as minhas mãos
Quando leio… Gosto de exemplos descritivos e posso fazer uma pausa para imaginar a cena. Gosto da narrativa e posso quase “ouvir” a conversação dos personagens. Prefiro histórias com ação, mas não leio muito por prazer.
Quando soletro… Visualizo a palavra na minha mente ou imagino como a palavra se parece quando escrita. Repito a palavra, às vezes em voz alta, e tendo a evocar regras sobre sua escrita. Adquiro uma sensação da palavra fingindo escrevê-la ou digitá-la.
Quando faço algo novo… Procuro demonstrações, quadros, ou diagramas. Quero instruções verbais e escritas, e discuto-as com alguém mais. Tento diretamente, continuo tentando, usando aproximações diferentes.
Quando monto um objeto… Vejo as figuras primeiro e talvez, leia as instruções. Leio as direções, ou falo em voz alta como trabalho. Normalmente ignoro as instruções e tento compreender o como fazer.
Quando interpreto o humor de alguém… Examino expressões faciais. Confio em escutar o tom da voz. Concentro-me na linguagem de corpo.
Quando ensino a outras pessoas… Mostro-lhes. Digo-lhes, escrevo ou faço uma série de perguntas. Mostro como é feito e logo peço para tentarem
Total Visual: Auditivo: Sinestésico:

 

A coluna com o total mais alto representa o seu estilo de processamento primário. A coluna com os segundos mais altos é o seu estilo secundário.

 

O seu estilo de aprendizagem primário:______________________________

 

O seu estilo de aprendizagem secundário:____________________________________

 

Agora que você sabe em que estilo de aprendizagem você se encaixa, você pode turbinar seu potencial de aprendizagem trabalhando para aprender mais. Por exemplo, as sugestões seguintes podem ajudá-lo a aproveitar mais a leitura de um livro.

Se o seu estilo de aprendizagem primário for visual, visualize o tópico ou jogue um filme nos seus pensamentos de como você agiria no caso descrito.

Se o seu estilo de aprendizagem primário for auditivo, escute as palavras que você lê, tente desenvolver uma conversação interna entre você e o texto. Não fique embaraçado para ler em voz alta ou comentar sobre a informação.

Se o seu estilo de aprendizagem primário for sinestésico, use um lápis ou caneta marcadora para marcar passagens que são significativas para você. Tome notas, transferindo a informação que você aprende às margens do livro ou para um computador. Os rabiscos vêm à memória como você lê. Mantenha o livro nas suas mãos em vez de colocá-lo em uma mesa, caminhe enquanto você lê. Sinta as palavras e idéias. Mantenha-se ocupado — tanto mentalmente como fisicamente.

Para mais informações de cada estilo, junto com sugestões em como maximizar seu potencial de aprendizagem, leia o livro Learn More Now (Hoboken, NJ; John Wiley & Sons, 2004).

Anúncios

Quebra Gelo – Bingo Pessoal

Bingo é um dos quebra gelos mais populares porque é muito fácil de personalizar e todos sabem como jogar.

Tamanho Ideal: Até 30 participantes, divididos em grandes grupos.

Utilize para: Introduções em sala de aula ou em uma reunião.

Tempo Necessário: 10 a 15 minutos, dependendo do tamanho do grupo.

Materiais Necessários: Cartões de Bingo

 Instruções

Se você conhece os seus participantes, faça uma lista de 25 características interessantes que descrevem diferentes aspectos deles, coisas como, “toca bateria”, “viveu na Suécia”,”tem um troféu de caratê”, “tem gêmeos”, ” tem uma tatuagem”.

Se você não conhece os seu participantes, faça uma lista de características mais gerais, como “bebe chá em vez de café”, “ama a cor laranja”, tem dois cachorros”,” participou de um cruzeiro no ano passado. Você pode fazer as fáceis ou difíceis dependendo de quanto tempo você quer que o jogo dure.

Se você estiver fazendo seus próprios cartões de bingo um simples tabela de Word com 25 casas (5 horizontais e 5 verticais) resolvem a questão Confeccione uma tabela mestre e faça cópias. Deixe espaço para assinaturas.

Quando estiver pronto para jogar, dê a cada participante um cartão de bingo e uma caneta. Explique que o grupo tem 10 a 15 minutos para se misturar e encontrar pessoas que correspondam às características do cartão. Eles devem colocar o nome da pessoa na caixa correspondente ou colher a assinatura da pessoa no quadrado apropriado.

A primeira pessoa para preencher cinco caixas, horizontal ou verticalmente grita Bingo! E o jogo está encerrado.

Peça aos participantes que eles próprios introduzam e compartilhar algumas das características interessantes que aprenderam sobre alguém.

Moral da história

Peça aos participantes para compartilharem o modo como eles se sentem em relação ao grupo, agora que eles sabem algumas coisas sobre todos. Quando investimos tempo para conhecermos uns aos outros, dissolvemos barreiras, as pessoas se abrem e aprendizagem pode ter lugar. 

 

Referências: http://adulted.about.com

Quebra-Gelo – Guerra de bolas de neve

É difícil encontrar em terras tupiniquins que tenha crescido na neve e tenha participado de uma luta de bola de neve. Com este quebra-gelo, todos poderão participar de uma boa guerra de bolas de neve. Esta batalha não remete a tremores frios nem é necessário vestir a jaqueta ou o cachecol. Ela é somente o divertimento, memorável, e eficaz. E você não precisa de luvas! Um, dois,três…à batalha!

 

Local Ideal: Este jogo funciona em qualquer ambiente.

Use para: Introduções, resumo de aprendizagem, preparatório para quizes, ou qualquer ocasião onde você tenha de testar a retenção.

Tempo Necessário: o quanto for necessário,20-30 minutos são ideais.

Materiais Necessários: O papel que iria para a lixeira de escritório seria perfeito se um lado estiver em branco. Além de divertido, preserva a natureza!

Instruções

Se for usado para introduções, dê a cada estudante um pedaço de papel e peça-o para escrever o seu nome e três coisas divertidas sobre ele. Peça que eles amassem o papel em uma bola de neve. Divida o grupo em duas equipes em lados opostos da sala e deixe a guerra de bola de neve começar! (controle os mais exaltados!)

Quando você ordenar a parada, cada participante deve buscar a bola de neve mais próxima e encontrar a pessoa cujo nome está no interior. Uma vez que todo o mundo encontrou o seu “boneco de neve” peça para que eles apresentem-no ao resto do grupo.

Se for usado para recapitulação ou teste, peça para cada participante escrever uma pergunta quanto ao tópico que você quer rever. Forneça para cada estudante várias folhas de papel assim haverá “neve abundante”. Se você quiser assegurar-se que certas questões serão cobertas, acrescente algumas bolas de neve do seu próprio punho.

Quando a guerra acabar, cada estudante buscará uma bola de neve e responderá à pergunta contida nela.

Se a sua sala acomodar isto, pode ser ótimo manter os participantes de pé durante este exercício incentivando-os a buscar bolas de neve em todas as partes da sala. O movimento também ajuda os participantes a conservar a aprendizagem, além de ser um grande modo de energizar uma sala de aula.

Moral da História

O relato da experiência só é necessário só se você estiver preparando um teste. Todos os tópicos foram cobertos? Que perguntas foram mais difíceis de responder? Houve alguma demasiadamente fácil? Por que? Foram mal elaboradas ou foi porque todo o mundo tem uma compreensão perfeita da questão?

Referências: http://adulted.about.com

Atividade – Beach Ball Buzz

Sinta-se na praia sem sair de sua sala de aula. O Beach Ball Buzz pode ser tão divertido quanto você quiser, depende apenas das perguntas que você escrever sobre a bola. Faça-as relacionadas com o seu tópico ou completamente leves e divertidas.

 

 

Tamanho Ideal

Para espaços abertos ou fechados de qualquer tamanho

Utilize Para

Introduções em sala de aula ou em uma reunião ou ainda para energizar o grupo após o almoço.

Tempo Necessário

30 minutos para avaliar conhecimentos e fixar conteúdos

10 minutos para energizar após almoço ou aclimatar a turma

Materiais Necessários

Uma bola de praia daquelas bem grandes (preferira cores claras) e um marcador (pilot ou retro projetor)

Instruções

Faça uma lista de perguntas que você gostaria que seus participantes respondessem, e escrever uma pergunta ou duas em cada banda da bola.

Exemplos de perguntas para energizar:

  • Qual é o filme engraçado que você já viu?
  • Se você fosse um personagem cômico, quem você seria?
  • Que comida você jamais provaria?
  • Qual objeto você mantém guardado que já deveria ter sido jogado fora?
  • Quem é a sua pessoa favorita e por quê?
  • Se você fosse um herói, que poderes que você gostaria de ter?
  • Qual foi o seu primeiro carro? Você o amava ou odiava?
  • Quem é a pessoa mais famosa que você já conheceu?
  • Qual é a sua canção favorita e porquê?
  • Qual é a coisa mais embaraçosa que você já fez?

Para avaliar ou fixar conhecimentos, substituta as questões divertidas por outras que remetam aos assuntos abordados em sala.

Atirar a bola ao redor da sala, quem pega-lá diz seu nome e as respostas a questão sob o seu polegar esquerdo.

Boa diversão!

O que é um Job Aid?

Job Aids são materiais impressos (cartazes, check lists, posteres) com informações ou instruções acerca de determinado assunto, que podem ser rapidamente consultados, tornando permanentemente acessíveis informações complexas e/ou procedimentos (passo-a-passo, fatores críticos, etc..) aumentando assim a produtividade nas áreas de trabalho.

O Job Aid

  • Permite rápido acesso a padrões e processos, reduzindo o índice de erros operacionais;
  • Auxilia o funcionário a operar corretamente sua área com custo bastante reduzido;
  • Torna a transferência dos conteúdos aplicados em sala de aula mais efetiva, mantendo-os disponíveis por prazo indeterminado;
  • Reduz a necessidade de memorização de processos complexos e tediosos.

Existem diversos formatos de Job Aids:

  • Check-Lists;
  • Tabelas de Decisão;
  • Posteres com passo-a-passo;
  • Livretos;
  • Manuais.

Nuvem de tags