Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Arquivo para novembro, 2011

Nova pós-graduação do IGEC – Jornalismo Econômico

O IGEC acaba de lançar sua nova pós-graduação, Jornalismo Econômico.

O Programa de Pós-Graduação (Lato Sensu) em Jornalismo Econômico foi elaborado a partir da demanda do mercado por profissionais com conhecimento específico e experiência prática, principalmente diante da perspectiva de fortes investimentos estrangeiros no Brasil e, especialmente, no Rio de Janeiro nos próximos anos.

A cidade do Rio abrigará grandes eventos esportivos e o Estado desponta com potencial de forte crescimento econômico, com a atração de novas empresas em setores importantes, como petróleo e indústria automobilística, movimentando o mercado de jornalismo econômico e de comunicação empresarial.

O curso aborda todas as atividades ligadas ao jornalismo econômico: jornal e revista, televisão, internet, agências de notícias e assessoria de imprensa. A prioridade é a parte prática, com ênfase no cotidiano do jornalista econômico.

A pós-graduação em Jornalismo Econômico tem ainda disciplinas que proporcionam um maior conhecimento sobre a economia brasileira e mundial, em seus aspectos mais relevantes para a cobertura diária de notícias econômicas.

O objetivo é formar o aluno especialista em comunicação na área de economia.

Para conhecer o curso, clique aqui

Educação corporativa deve desenvolver aspectos comportamentais

SÃO PAULO – Na última década, o mercado de educação corporativa cresceu 40 vezes e, atualmente, as empresas investem cerca de R$ 10 milhões por ano na área, segundo pesquisa da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo. Mas, apesar do destaque que a formação profissional recebe dentro das organizações, ainda falta aos executivos entender que a universidade corporativa deve focar no desenvolvimento de competências comportamentais. A opinião é do diretor de desenvolvimento de ensino corporativo para a América do Sul da Alcatel-Lucent University, Rafael Fernandez, que participou ontem do 4º Congresso Universidades Corporativas, em São Paulo. Segundo ele, esse é um dos maiores desafios do ensino oferecido pelas empresas hoje.

Fernandez diz que os líderes precisam se adaptar ao novo modelo de aprendizagem e negócios, que exige atualização constante não só técnica, mas também comportamental. “O papel da universidade corporativa deve ser de catalizador de competências e não de fornecedor de conhecimentos”, explica.

Outro problema apontado por Fernandez é a distância entre a academia e as empresas, que ainda é muito grande e cria uma lacuna entre a formação dos profissionais e as exigências do mercado. “A universidade dá a técnica, mas não desenvolve questões comportamentais, como liderança e atitude, e a educação corporativa gasta muito tempo corrigindo isso”, afirma.

Criada no Brasil em 2007, a universidade corporativa da consultoria Ernst & Young Terco promove treinamentos obrigatórios que desenvolvem liderança e atributos comportamentais de gestão. A organização de ensino, que recebe 5% da receita da consultoria, desenvolve 400 cursos por ano nas três sedes da universidade, duas em São Paulo e uma no Rio de Janeiro. “Nossa missão é desenvolver os profissionais de hoje para que sejam os líderes de amanhã”, diz o diretor da instituição, Armando Lourenzo. Ele conta que há certa resistência entre os profissionais mais velhos a se submeter a treinamentos comportamentais, o que gera cerca de 10% de faltas pontuais, mas todos os funcionários são obrigados a participar dos cursos, que são pré-requisitos no plano de carreira da empresa. Já a turma que entrou como trainee junto com o início da universidade, em 2007, e hoje trabalha em cargos de supervisão está mais acostumada a receber esses treinamentos, segundo Lourenzo.

(Letícia Arcoverde | Valor)

Fonte: http://economia.uol.com.br

JactoClean prioriza treinamento de sua rede de assistência técnica

Com a intenção de garantir a excelência no atendimento, técnicos e atendentes de sua rede autorizada são treinados pela empresa com atividades práticas
Referência nacional quando o assunto são equipamentos para serviços de limpeza, a JactoClean dá ao atendimento pós-venda a mesma importância que destina à pesquisa, desenvolvimento e aquisição de novas tecnologias. Preocupada em atender com a máxima eficiência seus clientes finais, a empresa dispensa especial atenção ao treinamento dos profissionais que fazem a manutenção de seus equipamentos, afinal a rede autorizada conta com mais de 500 postos de assistência técnica em todo o Brasil.
Para isso, promove o Treinamento Mecânico de Lavadoras (TML), dirigido tanto aos técnicos responsáveis pelos reparos como aos atendentes das oficinas autorizadas. O evento acontece a cada dois meses no Centro de Treinamento da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, que faz parte do Grupo Jacto e fica na cidade de Pompeia, no interior de São Paulo. Mas, quando é necessário, ocorre nas dependências das assistências técnicas, sempre com o mesmo padrão.
Foco na avaliação de problemas
Durante os quatro dias de treinamento, ministrado por funcionários experientes da JactoClean, os técnicos aprendem a diagnosticar corretamente um possível problema, suas prováveis causas e as correções, além de desmontar, consertar e testar cada equipamento, através de atividades práticas. Os participantes também têm a oportunidade de se familiarizar com todas as linhas de produtos fabricados pela empresa – residencial, comercial, profissional, industrial e agronegócio –, de visitar a fábrica e conhecer a história do Grupo Jacto.
A empresa adotou alguns critérios para a seleção dos participantes: os interessados são inicialmente avaliados pelo vendedor da JactoClean na região. Se aprovados, as inscrições são enviadas para o setor de Pós-Vendas, que aloca os interessados nos sete treinamentos programados no calendário anual. A empresa revela que, por ano, cerca de 90 profissionais participam da ação e que o treinamento é condição básica para que uma empresa parceira se torne assistente autorizado JactoClean.
“Nossa expectativa é termos parceiros mais preparados para sanar com habilidade os problemas que possam ocorrer com nossos produtos e assim assegurar a satisfação de nossos clientes, mesmo após o período de garantia dos produtos”, diz Antonio Luis Francisco, diretor da empresa. “O conhecimento adquirido eleva a satisfação e a autoestima de cada participante, e a JactoClean se assegura de contar com parceiros que se preocupam com um atendimento de qualidade, pois este é um dos pilares da filosofia do Grupo Jacto.”
Qualidade sem similares
A JactoClean tem como objetivo oferecer ao mercado produtos de confiança, eficientes e duráveis. Para garantir o alto padrão de qualidade e a eficiência dos equipamentos, a matéria-prima e peças adquiridas de fornecedores especializados são inspecionadas e aprovadas pelo Departamento de Controle de Qualidade, antes, durante e após a produção e montagem do produto.
A durabilidade, baixos custos de manutenção e a possibilidade de reposição de peças que se desgastam ao longo do uso fazem com que as soluções da empresa tenham o melhor custo-benefício, se comparada a equipamentos similares disponíveis no mercado.
Perfil JactoClean
A JactoClean é referência nacional em equipamentos para serviços de limpeza. Dispõe de soluções inteligentes, versáteis e seguras, voltadas ao uso residencial, serviços, profissional, industrial e agronegócio. Seu portfólio de produtos reúne lavadoras de alta pressão, aspiradores de pó e líquidos, limpadoras a extração, motobombas para climatização, pulverizadores costais, acessórios e detergentes, produzidos com tecnologia de ponta, de acordo com os mais rígidos critérios de qualidade e submetidos a auditorias internas regulares, que comprovam a durabilidade, robustez e confiabilidade de seus produtos.
Seu moderno parque fabril, localizado na cidade de Pompeia (SP), está instalado num terreno de 10.000 m², sendo 3.500 m² de área construída. Atualmente, a empresa conta com 110 colaboradores, está presente em mais de 3.000 pontos de venda e possui mais de 500 postos de assistências técnicas autorizadas em todo o País. A JactoClean prioriza o crescimento sustentado da indústria, com investimentos feitos somente com recursos próprios e, em 2011, investirá na pesquisa, desenvolvimento e aquisição de novas tecnologias, visando aumentar o portfólio de produtos e serviços, no aumento da estrutura do laboratório de testes e ensaios, que receberá novos equipamentos, e na ampliação de seu parque fabril. Para este ano, a expectativa é de um crescimento de 20% nas vendas, se comparado a 2010.
A JactoClean é uma empresa do Grupo Jacto, fundado em 1948 e composto por unidades e divisões de negócios que atuam nos segmentos agrícola, de transportes, transformação de plástico, ferramentaria, fundição, veículos elétricos e meio ambiente. O grupo é 100% nacional, porém reconhecido mundialmente pela sua solidez e por promover o desenvolvimento sustentável em todos os seus setores de atuação.
JactoClean – Grupo Jacto
Telefone: (14) 3405.3032 –  SAC: 0800-131513

TJMT oferece treinamento aos advogados nesta segunda

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso promove o segundo treinamento do Processo Judicial Eletrônico (PJe) destinado aos advogados. O curso será oferecido no próximo dia 28 de novembro (segunda-feira) às 8h no auditório da OAB-MT, no Centro Político Administrativo. O objetivo é preparar os operadores para o manuseio da nova ferramenta que será disponibilizada em breve. Na oportunidade mais de 20 funcionários da OAB também participarão do treinamento. Os advogados interessados devem doar uma lata de leite em pó.
O treinamento será realizado pela equipe técnica da área de Tecnologia da Informação do TJMT, que foi capacitada pela Infox. “No último dia 16 tivemos uma reunião com todos os comitês do PJe e definimos as ações necessárias do Comitê Externo, como esta que capacitará advogados. Este será o segundo curso oferecido aos advogados, o primeiro pela equipe de multiplicadores“, informou o gerente sênior de projetos de TI e líder da implantação do PJe no Poder Judiciário de Mato Grosso, Gustavo Piccin.
Ele ainda disse que o curso terá abordagem específica, envolvendo cadastro, operacionalização do sistema e trâmites do processo. Durante o treinamento os advogados poderão sanar dúvidas e testar os certificados digitais. O sistema é um software elaborado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que tem por objetivo principal reduzir o tempo do trâmite processual. A ferramenta eletrônica possibilita o registro, autuação, classificação e distribuição dos processos de forma virtual.
Mais informações sobre o curso, pelo telefone (65) 3613-0957.

Conciliadores passam por treinamento para evento

Conciliadores e mediadores do Poder Judiciário de Mato Grosso realizam audiências de conciliação esta semana nos Juizados Especiais de Cuiabá. A ação faz parte do estágio supervisionado, referente ao Curso de Formação de Medidor e Conciliador. Cada um deles deve promover ao menos dez sessões para receber o certificado final. O treinamento também serve de preparo para a Semana Nacional de Conciliação, que será realizada na próxima semana, entre os dias 28 de novembro e 2 de dezembro. O coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Poder Judiciário de Mato Grosso, juiz Hildebrando da Costa Marques, informou que a solenidade de abertura do evento será segunda-feira, às 9h, no Fórum Desembargador José Vidal, da Comarca de Cuiabá.
“Toda a organização está a contento. Começaremos nesta quinta-feira a estruturar o Fórum de Cuiabá para as audiências da Prefeitura de Cuiabá, que envolve o maior número de processos”, pontuou o magistrado. A Prefeitura Municipal de Cuiabá, por intermédio de um convênio firmado com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, propôs a inclusão de dois mil processos de execução, referentes a dívidas de ISS, IPTU e multas diversas. Conciliadores preparados para estas ações serão disponibilizados, podendo atender partes que queiram incluir processos durante o evento.
        O mediador voluntário do Núcleo de Conciliação do TJMT, Ademir Ajala Cristaldo Júnior, vai supervisionar 15 estagiários do Curso de Direito na Semana de Conciliação, contratados exclusivamente para atuarem nos processos de execução propostos pela prefeitura. “Os estagiários passaram por oito horas de capacitação na Escola dos Servidores, onde foram informados sobre como proceder durante a mediação”, explicou.
        Para ser voluntario, Ademir Júnior e outros 24 colegas passaram por um curso de formação de 40 horas, promovido entre os dias 17 a 21 de outubro deste ano pelo Núcleo Permanente de Conciliação do TJMT. “A intenção é que os mediadores voluntários sejam multiplicadores dessa capacitação para novos voluntários. Ainda passaremos por cursos no CNJ [Conselho Nacional de Justiça]”, antecipa.
A Semana Nacional de Conciliação tem como objetivo promover a pacificação do conflito entre as partes em processos de diferentes naturezas e ainda reduzir o número de processos em tramitação no Poder Judiciário.

Blindagem de CIOs é tema de curso da PPP Treinamentos

Aplicação do Direito Digital a TI, melhores práticas em contratos, guarda de prova, entre outras questões serão abordadas por Patricia Peck Pinheiro.

A PPP Treinamentos, empresa que tem como objetivo principal desenvolver soluções que permitam atualização dos profissionais e desenvolvimento de competências em diversos temas ligados ao mundo digital, realiza no dia 25 de Novembro, das 10h às 17h, o curso “CIO Blindado – Direito Digital Aplicado na Proteção da TI”, na sede da PPP Treinamentos.

Ministrado pela maior especialista em Direito Digital do País, Profª Dra.Patricia Peck Pinheiro, e por Vanda Scartezini, presidente dos Conselhos de Administração do Altis, outsourcing de Software e Serviços, e da Fitec, a atividade é indicada a CIOs, profissionais de TI e Segurança da Informação, desenvolvedores de softwares, empresários e profissionais do meio jurídico.

De acordo com Peck, o curso aborda o Direito Digital aplicado à TI, temas relacionados às melhores práticas em contratos, mobilidade, guarda de prova eletrônica, entre outras questões relevantes para a proteção da área de tecnologia nas empresas. “O Jurídico e TI precisam estar atentos a todos os movimentos realizados nas empresas, justamente para evitar problemas relacionados ao dia a dia da corporação e possíveis processos ligados a temas comuns, como a elaboração de um contrato de serviço, por exemplo, ou uso das redes sociais pelos colaboradores”, avalia a especialista.

.[Inscrições: PPP Treinamentos – Rua Alves Guimarães, 462 – 4º andar – Pinheiros – São Paulo/SP|Inscrições através do email treinamento@ppptreinamento.com.br. |Telefone para contato: (11) 2678-0188| http://www.ppptreinamento.com.br].

Perfil-A PPP Treinamentos tem como objetivo principal desenvolver soluções que permitam atualização dos profissionais e desenvolvimento de competências em diversos temas ligados ao mundo digital. Os cursos e programas de capacitação desenvolvidos pela equipe do escritório podem ser aplicados por meio de formatos diferenciados, que se adéquem de maneira completa às necessidades das empresas e profissionais. A meta é conscientizar equipes quanto às principais diretrizes, normas de conduta e ética das empresas, bem como alertar aos profissionais sobre os riscos relacionados ao mau uso da internet em ambiente corporativo. As atividades podem ser aplicadas a empresas de todos os segmentos e tamanhos, em todos os níveis hierárquicos. A PPP Treinamentos conta com sede própria, em São Paulo, e espaço para aulas presenciais com capacidade para receber turmas com até 35 pessoas.

Fonte: http://www.revistafator.com.br

Qualificação profissional é tema no 8º ENPROL

Ao iniciar os trabalhos da tarde do dia 16 de novembro de 2011, entrou em debate o tema:“ Os Profissionais Liberais e a Qualificação Profissional”, conduzido pelo diretor do Instituto Internacional de Formación, Estudios y Capacitación Social del Sur (INCASUR) e cientista político, Enrique Sosa,que se propôs a contribuir com a  plataforma de conhecimento na Universidade Corporativa da CNPL – UNICNPL atuando conforme as necessidades de informação dos profissionais liberais no Brasil e no Continente Sulamericano, junto à Hedima. “Eu, que acompanho a CNPL há mais de 15 anos, fico muito satisfeito em ver que a entidade mantém a sua linha de trabalho focada na formação profissional dos componentes de sua base”, comentou o professor Sosa.

Desta mesa de debate participaram também o presidente da CNPL Francisco Antonio Feijó, o 1º secretário da entidade, Rogério Marques Noé, como coordenador, e o vice-presidente, Lúcio Flavio Costa, como relator.

Os trabalhos do dia foram encerrados com a apresentação do Portal da Universidade Corporativa da CNPL – UNICNPL, apresentado por Joaquín Sánchez, diretor de relações internacionais da Hedima.

Carlos Alberto Schmitt de Azevedo explicou que, com a iniciativa, a CNPL dá oportunidade para que as entidades filiadas também possam desenvolver suas Universidades Corporativas, visando oferecer atualização e reciclagem de conhecimentos aos integrantes de suas bases.

“Utilizando a plataforma da UNICNPL, as entidades poderão contribuir com conhecimentos e conteúdos técnicos que serão de imenso valor para profissionais em todo o mundo, portanto contamos com essa participação” acrescentou o presidente Feijó.

Participaram da apresentação do Portal UNICNPL também o presidente da CNPL, Francisco Antonio Feijó, o tesoureiro geral, Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, como coordenador, e o vice-presidente, Danilo Caser, como relator.

Fonte: http://www.cnpl.org.br

Nuvem de tags