Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

É possivel identificar, antes do final do processo seletivo, se a pessoa irá se sentir realizada ao entrar em uma empresa.

Previsões positivas para o mercado de trabalho no Brasil não faltam. O Ministério do Trabalho estima que serão gerados cerca de 3 milhões postos de empregos formais em 2011. Já a Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil mensura que até o mês de março deve aumentar em 36% o número de empregos.

Somando com a realização da Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas de 2016, o Brasil, apartir deste ano, será um “oasis” para os profissionais interessados em buscar novas qualificações, pois surgirão diversas oportunidades em várias áreas, como, por exemplo, turismo, jurídica, comunicação e outras. Por outro lado, este aquecimento do mercado exigirá também mais dos profissionais, como explica Ho Mien Mien, sócia e diretora da Outliers Professional Language School, escola especializada no treinamento de idiomas para executivos e profissionais. “A pessoa que deseja mudar de empresa terá que estar preparada também para as entrevistas em inglês, pois os processos estarão cada vez mais acirrados. Com muitas vagas, as pessoas se sentem à vontade em participar de várias entrevistas, mesmo que já estejam empregadas”, comenta.

A realização dessas entrevistas em inglês, segundo Ho Mien Mien, para os cargos executivos, gerenciais e para os trainees se tornou na verdade um momento decisivo para a contratação. Há algum tempo falar um segundo idioma era um diferencial, mas em um mundo considerado praticamente sem fronteiras, com a internet e outros meios rápidos de comunicação e que nos municiam a todo o instante com outros idiomas, isto se tornou quase uma obrigatoriedade. “Neste cenário é quase que normal ter a fluência em outras línguas e agora as empresas para contratar um profissional primam pelos que conseguem ler, escrever e conversar em inglês. Além de um currículo em inglês bem elaborado e que contenha as informações que sejam realmente úteis à vaga a que está se candidatando”.

Estas diferenças e exigências no mercado fizeram com que fossem desenvolvidos na Outliers treinamentos destinados ao preparo dos profissionais para a participação em uma entrevista. Chamados de “Coaching em inglês para entrevistas”, os cursos contribuem para que os alunos consigam identificar se as empresas as quais estão se candidatando tem um perfil condizente com o seu, possibilitam a correção de erros na pronúncia em inglês, o entendimento gramatical e dá dicas e direcionamentos de etiqueta profissional.

Segundo Augusto Rocha, também diretor da Outliers, o perfil do aluno é analisado em detalhes, pois existem organizações mais agressivas comercialmente, que realizam constantes aquisições e fusões e se transformam em pouco tempo em grandes conglomerados. Desta forma, elas exigem mais agressividade também de seus colaboradores. Há outras que o modelo de gestão é considerado um pouco mais calmo ou lento. “Esta segunda cresce independente das outras, é uma empresa que não realiza fusões e pode ser que o candidato com perfil mais agressivo não se enquadre nesta. Antes de começar o processo seletivo é viável que o candidato conheça essas diferenças organizacionais, assim verifique se irá realizar-se ao entrar na empresa, pois pelo contrário pode também se transformar em uma frustração profissional. Ocorrem casos em que o profissional que não se enquadra a gestão da empresa”, explica Rocha.

O que responder em um processo seletivo em inglês?

Após identificar se a vaga que está se candidatando é adequada a sua personalidade, é chegada a hora de dar adeus para o true or false, pois muitos recrutadores ou gerentes nesta hora medem o nível da fluência e identificam os detalhes da personalidade do candidato. “A pessoa terá que se sentir segura para dialogar em inglês e ainda estar atenta no que as suas respostas podem dizer sobre o seu comportamento”, complementa Ho Mien Mien.

Acompanhe algumas dicas da Outliers:

Are you happy with your career to date? / Você está feliz com sua carreira até hoje? (Essa pergunta está relacionada com a autoestima da pessoa, autoconfiança e suas aspirações profissionais).

Why have you applied for this particular job? / Por que você aplicou para essa vaga em específico? (Aqui o recrutador procura por alguma evidência que você combina com a vaga, que suas habilidades e experiências sejam as necessárias para preenchê-la e que coincida com seus objetivos de longo prazo, dentre outros).

Why do you want to leave your current employer? / Por que você quer sair do trabalho atual? (Use motivos positivos, por exemplo: procura por um novo desafio, quer mais responsabilidade, experiências e deseja a oportunidade de aprender coisas diferentes com a mudança de ambiente).

Tell me about the most difficult situation you have had to face and how did you tackle it./Fale-me da situação mais difícil que você já se deparou e como você o encarou. (O objetivo da pergunta é entender qual a sua definição de difícil e se você consegue mostrar uma forma lógica de encarar um problema).

 Why should we hire you? Or Why do you think you are the best candidate for this position? / Por que deveríamos contratá-lo (a)? ou Por que você acha que você é o melhor candidato (a) para essa vaga? (Nessa pergunta, o entrevistador quer saber se você tem um raciocínio lógico para vender algo, nesse caso, você mesmo, e principalmente, como você enxerga a vaga. Se você conseguiu ter uma noção boa do que é necessário para preenchê-la).

Fonte: http://www.administradores.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: