Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Nesta terça-feira (15), cerca de 28 produtores rurais do Assentamento Lagoa Grande, em Dourados, farão um diagnóstico de sua propriedade para avaliar a alternativa mais rentável para a região. A atividade faz parte do primeiro encontro do Programa Negócio Certo Rural em Mato Grosso do Sul. A iniciativa é realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/MS) e tem o objetivo de alavancar a economia familiar, tornando o pequeno negócio rural lucrativo por meio de ferramentas de gestão e empreendedorismo.

Lançado oficialmente esse ano, o Programa leva até a propriedade o conhecimento e a partir da estrutura que cada produtor já tem, estimula a busca de novas ideias. De acordo com o educador do Senar/MS que irá ministrar o curso em Dourados, Silvio Henrique Balduíno, o objetivo não é apresentar a solução pronta, mas fazer com que o próprio produtor identifique pontos positivos e negativos e tome a decisão que fará do seu pequeno negócio uma atividade lucrativa. “Mostramos e importância de se fazer um diagnóstico da propriedade e avaliação de recursos naturais disponíveis até as oportunidades de produção disponíveis conforme as potencialidades daquela região. No final, tudo isso irá contribuir para o aumento da renda familiar”, ressaltou.
O Programa possui sete etapas totalizando 36 horas de capacitação nas quais os produtores vão receber orientação de planos de negócios e formalização de empresas, além de noções de mercado. A iniciativa funciona pelo método de consultoria realizada em propriedades, assentamentos e associações rurais por meio da parceria com os sindicatos rurais. A meta esse ano é a realização de 60 turmas, totalizando a participação de 900 propriedades rurais atendidas no Estado.
Até abril devem ser realizadas 30 turmas em 21 municípios de Mato Grosso do Sul: Amambai, Anastácio, Brasilândia, Cassilândia, Dourados, Glória de Dourados, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Jaraguari, Laguna Carapã, Maracaju, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso, Santa Rita do Pardo, São Gabriel D’Oeste, Sidrolândia e Terenos.
Próximas turmas – No próximo dia 30 de março, em Indápoles, distrito de Dourados, iniciam os treinamentos para uma turma composta somente por mulheres produtoras rurais que gerenciam seus negócios. A turma será conduzida também por uma mulher, a instrutora Simone Cogorno. Em Ponta Porã, as aulas do curso começam no dia 30 de março, no Assentamento Itamaraty.
Sobre o Senar – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) é uma instituição mantida pela classe patronal rural, vinculada à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Tem o objetivo de desenvolver ações educativas, que visam o desenvolvimento do homem rural como cidadão e como trabalhador, numa perspectiva de crescimento e bem-estar social.
O Senar está  presente em todos os municípios de Mato Grosso do Sul, atuando em parceria com os 68 sindicatos rurais e desenvolvendo iniciativas de educação, informação e conhecimento em agronegócio. O trabalho é desenvolvido a partir da missão de contribuir com o setor agropecuário, um dos mais importantes vetores da economia do Estado.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: