Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

A Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) iniciou nesta terça-feira (25-01), no auditório do Memorial da Água ‘engenheiro José Luiz de Borges Garcia’ curso de capacitação em Segurança no Trabalho para manuseio e armazenamento de cloro gás em cilindros, produto químico usado no tratamento de água para desinfecção. O treinamento, que terá duração de três dias (25,26 e 27), é direcionado para os operadores das Estações de Tratamento de Água da Sanecap, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

O curso é ministrado pelo consultor da empresa General Chemical da cidade de Cambuí, Minas Gerais (que fornece o produto para a Sanecap), engenheiro Francisco Carlos Oliver. “Por ser um produto químico tóxico e corrosivo (oxidante), o cloro gás precisa ser manuseado de forma adequada para evitar acidentes. Por isso é importante que a pessoa que vai manusear o produto seja qualificada para saber usá-lo e também saber como agir em caso de emergência”, observou o Carlos Oliver, lembrando que o cloro pode ser letal se não forem tomadas as providências cabíveis em caso de acidentes.

Dividido em duas partes (teórica e prática), o treinamento engloba informações gerais sobre o cloro, desde a sua fabricação até a forma adequada de transporte. Os participantes também receberam orientações quanto às medidas de emergência em caso de incêndios e vazamentos; além de aspectos médicos e primeiros socorros.

Conforme o engenheiro de segurança do trabalho da Sanecap, Homar Capistrano, o curso foi dividido em três dias para atender os 106 operadores da Companhia, uma vez que trabalham em regime de revezamento e o sistema de tratamento de água não pode parar.

Homar Capistrano lembra que o cloro é um irritante das vias respiratórias e pode causar pneumonia e mesmo a morte da pessoa que tem contato com o produto. O líquido também pode queimar a pele e os olhos. Quanto aos efeitos ambientais, o engenheiro ressalta que o cloro é altamente poluidor de rios, da flora, do solo, do ar e prejudica a fauna. “A nossa maior preocupação é evitar que qualquer tipo de acidente, que prejudique a população e o meio ambiente, possa vir a ocorrer, por isso a preocupação em qualificar os operadores das ETAs quanto à prevenção e preparação de ocorrências com o gás cloro”.

Em caso de acidente de grande proporção, segundo Homar Capistrano, deverá ser acionado o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil para auxiliarem no procedimento. A Sanecap utiliza em média 11 toneladas de cloro gasoso por mês nas 12 unidades operacionais. Os locais onde se encontram os cilindros de cloro em operação nestas ETAs possuem identificadores e painéis de segurança.

Fonte: http://www.odocumento.com.br

Anúncios

Comentários em: "Operadores de ETAs da Sanecap recebem treinamento para manuseio de cloro gás" (2)

  1. VS TEM ALGUM CURSO PELA INTERNET PARA OPERADORES DE ETA
    Gostaria de esta fazendo algum
    hiata.saae@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: