Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Encerrou no final de semana, o curso Capacitação em Tratamento e Diagnóstico da Hanseníase, oferecido pela Prefeitura de Porto Velho. Ao todo 42 profissionais de saúde do município entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem participaram do treinamento que teve mais de 20 horas de carga horária. A conclusão do curso deu-se com a realização de aulas práticas na Unidade de Saúde da Família Socialista.Nessa etapa do treinamento os participantes trabalham no diagnóstico examinando a população e colocam em prática tudo que aprenderam nas aulas teóricas que abriram o curso. Foram três aulas teóricas que iniciadas na segunda-feira e encerradas na quarta. As aulas teóricas foram ministradas pela enfermeira Albanete Araújo de Almeida, enquanto as aulas práticas na unidade serão coordenadas pela médica Kasue Narahashi.

O curso é mais uma etapa do planejamento estratégico montado pelo prefeito e Porto Velho, Roberto Sobrinho, voltado à qualificação dos servidores municipais — neste caso específico os profissionais da saúde — com o objetivo de melhorar o atendimento à população da capital prestado nas diversas áreas da administração pública. Visando essa estratégia, participam do curso profissionais das áreas médicas e de enfermagem de todas as unidades de saúde do município. “Com isso, em todas essas unidades haverá sempre um funcionário capacitado para fazer o diagnóstico precoce dos casos de hanseníase que chegarem até aquele estabelecimento de saúde. Para o tratamento do paciente isso representa um ganho muito importante, pois, a partir desse diagnóstico, caso ele seja positivo, ele já entra em tratamento”, explicou a coordenadora.

No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 124 novos casos da doença em toda Porto Velho. A faixa etária da população mais atingida foi de 30 a 39 anos. Desse total 50 foram casos de hanseníase paucibacilar (poucos bacilos) e 74 de multibacilar (muitos bacilos).
Os coordenadores do curso adiantaram ainda que nessa fase, o curso foi voltado para os profissionais que trabalham pelo período da manhã. Quem trabalha pela parte da tarde, o treinamento será em agosto, no período de 16 a 20. “Essa foi a melhor forma encontrada, ou seja, eles recebem as instruções no horário do expediente deles, o que torna o curso mais proveitoso”, afirmou.

Bacilo de Hansen

A hanseníase é causada por um micróbio chamado bacilo de Hansen, que ataca normalmente a pele, os olhos e os nervos. Também é conhecida como lepra, morféia, mal-de-lázaro, mal-da-pele ou mal-do-sangue. É uma doença que tem cura. Na primeira dose do tratamento, 99% dos bacilos são eliminados e não há mais chances de contaminação. Não é uma doença hereditária. A forma de transmissão é pelas vias aéreas: uma pessoa infectada libera bacilo no ar e cria a possibilidade de contágio. Porém, a infecção dificilmente acontece depois de um simples encontro social. O contato deve ser íntimo e freqüente.

Os principais sintomas são aparecimento de caroços ou inchados no rosto, orelhas, cotovelos e mãos. Entupimento constante no nariz, com um pouco de sangue e feridas, redução ou ausência de sensibilidade ao calor, ao frio, à dor a ao tato, manchas em qualquer parte do corpo, que podem ser pálidas, esbranquiçadas ou avermelhadas. Partes do corpo dormentes ou amortecidas, em especial as regiões cobertas.

A doença apresenta-se, basicamente, de duas formas e o tratamento depende do tipo. Se for do tipo paucibacilar (com poucos bacilos), o tratamento é mais rápido. É dada uma dose mensal de remédios durante seis meses. Além da ingestão de um comprimido diário. Se for do tipo multibacilar (com muitos bacilos), o tempo para tratamento é mais longo. São 12 doses do medicamento, uma por mês. Além de dois outros remédios diários durante os dois anos. O tratamento é 100% eficiente se for levado a sério do começo ao fim.

Fonte: http://www.onortao.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: