Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Arquivo para julho, 2010

Programa Asas da Florestania realiza terceira etapa de treinamento dos professores

Participam da qualificação 110 professores

002_118_119118.jpg

Principal característica do curso é a troca de experiências entre os participantes (Foto: Onofre Brito)

Os professores de Ensino Fundamental do Programa Asas da Florestania dos municípios de Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul estão fazendo sua terceira capacitação neste ano. A carga horária é de 40 horas e participam 110 professores, divididos em três equipes e quatro mediadores da Secretaria de Educação, provenientes de Rio Branco.

O mediador Airton de Mesquita explica que o treinamento consiste em passar determinadas informações sobre as disciplinas, História, Geografia e Língua Espanhola e ainda envolve a participação em duas oficinas: uma para incentivar a criação de textos e leituras e uma oficina de elaboração de projetos e como desenvolvê-los entre os alunos, sempre enfatizando a metodologia do programa. Além disso, a troca de experiências entre os participantes do curso passa mais segurança para o professor, como conta o mediador.

O Programa Asas da Florestania destina-se a levar o Ensino Médio e o Ensino Fundamental a locais de difícil acesso e os professores trabalham com multisséries. Os professores ainda são orientados a se envolver com a comunidade o máximo possível, o que é considerado um dos principais fatores de sucesso do programa, pois através desta interação se pode identificar os problemas comunitários e a escola pode interferir no sentido de melhorar.

Língua Espanhola

O ensino de Língua Espanhola é estratégico e a disciplina vem sendo oferecida desde o início do programa em 2005, informa Airton. “Por uma questão geográfica somos um estado de fronteira com países de Língua Espanhola e hoje temos um contexto de intercâmbio com abertura para o Pacífico, construção de estradas, etc. Oferecendo a Língua Espanhola estamos facilitando este intercâmbio”, disse.

Quanto ao currículo, o mesmo conteúdo que se estuda na Foz do Breu – segundo Airton – se estuda em Rio Branco e com a mesma qualidade, mas a forma de trabalhar é diferente, por isto a coordenação do curso insiste tanto em formações, possibilitando assim que mesmo o aluno estando distante receba um ensino de qualidade.

Fonte: http://www.agencia.ac.gov.br

Profissionais de saúde participam de treinamento sobre cuidados neonatais

Para marcar o dia nacional do pediatra, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizou nesta terça-feira (27), no auditório do Conselho Regional de Medicina de Alagoas (Cremal), um curso sobre o programa de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI) Neonatal.

O treinamento foi destinado aos profissionais de saúde e representa mais uma estratégia para reduzir a mortalidade infantil perinatal e neonatal, com foco nos recém-nascidos até os dois primeiros meses de vida. Dados do Ministério da Saúde (MS) revelam que quase 70% das mortes de recém-nascidos são registradas nos 30 primeiros dias após o parto.

Situação que evidencia a necessidade de cuidados especiais após o nascimento do bebê e que, por isso, necessitam de profissionais capacitados para prestar atendimento adequado às mães e crianças. Realidade que representa a primeira estratégia do AIDPI Neonatal, segundo ressaltou a coordenadora nacional do programa, Rejane Cavalcante.

Responsável pela capacitação dos profissionais alagoanos, ela salientou que enfermeiros e médicos devem conhecer todo o protocolo para agir nas mais diversas situações em relação ao recém-nascido em situação de vulnerabilidade.

“Quando o médico sabe como e quando agir, aumentam as chances do bebê se salvar, mesmo quando o seu estado de saúde é grave. Daí porque, a importância de capacitarmos estes profissionais, já que eles representam o elo entre o bebê e a mãe, assumindo papel importante na tarefa de reduzir a mortalidade infantil em Alagoas”, explicou Rejane Cavalcante.

Nas próximas etapas, o programa AIDPI Neonatal contempla mais duas etapas, que são a estruturação das unidades de saúde e a implementação de atividades educativas e de assistência nas comunidades. “A iniciativa visa à assistência das mães e bebês por meio do Programa Saúde da Família (PSF), já que os profissionais que atuam neste campo estão em contato direto com as gestantes e lactantes”, informa.

Fonte: http://www.alemtemporeal.com.br

Renault do Brasil é reconhecida como um dos principais casos de sucesso de formação à distância

A Renault acaba de ser homenageada com o Prêmio e-Learning Brasil 2010/2011 pelo treinamento à distância das equipes da rede de concessionárias, sendo considerada um dos dez casos de maior destaque na utilização de tecnologia para o aprendizado nos últimos anos. “Este reconhecimento comprova o quanto a Renault está ciente de sua responsabilidade com a qualidade do atendimento ao cliente e com a formação dos profissionais que lidam com o mercado”, afirma Christian Pouillaude, Vice-Presidente Comercial da empresa.

A premiação, organizada pela MicroPower e Portal e-Learning, reconhece as empresas que apostaram na prática da formação pela internet e conquistaram resultados expressivos. A iniciativa faz parte do lançamento oficial do livro e-Learning no Brasil – Retrospectiva, Melhores Práticas e Tendências (Qualitymark Editora), onde a Renault se destaca como case de sucesso do setor automobilístico pelo desenvolvimento do programa de e-Learning para a rede de concessionárias.

O programa foi criado para disseminar conhecimento e garantir a atualização de mais de quatro mil profissionais espalhados pelos cerca de 170 pontos de venda e assistenciais em todo o território nacional. Com o e-learning foi possível reduzir custos com formação presencial, aumentar a satisfação do cliente na rede de concessionárias e democratizar o conhecimento entre as equipes.

O projeto foi concebido pela área de Treinamento à Rede, como parte da estratégia da Direção Comercial para capacitar as Concessionárias Renault a alcançar os objetivos de crescimento no país. Conta com o Portal Crescer Renault que permite o gerenciamento online de todo o programa de treinamento.

Fonte: http://www.crossbrasil.com.br

Prefeitura de Porto Velho capacita profissionais da saúde para o diagnóstico hanseníase

Encerrou no final de semana, o curso Capacitação em Tratamento e Diagnóstico da Hanseníase, oferecido pela Prefeitura de Porto Velho. Ao todo 42 profissionais de saúde do município entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem participaram do treinamento que teve mais de 20 horas de carga horária. A conclusão do curso deu-se com a realização de aulas práticas na Unidade de Saúde da Família Socialista.Nessa etapa do treinamento os participantes trabalham no diagnóstico examinando a população e colocam em prática tudo que aprenderam nas aulas teóricas que abriram o curso. Foram três aulas teóricas que iniciadas na segunda-feira e encerradas na quarta. As aulas teóricas foram ministradas pela enfermeira Albanete Araújo de Almeida, enquanto as aulas práticas na unidade serão coordenadas pela médica Kasue Narahashi.

O curso é mais uma etapa do planejamento estratégico montado pelo prefeito e Porto Velho, Roberto Sobrinho, voltado à qualificação dos servidores municipais — neste caso específico os profissionais da saúde — com o objetivo de melhorar o atendimento à população da capital prestado nas diversas áreas da administração pública. Visando essa estratégia, participam do curso profissionais das áreas médicas e de enfermagem de todas as unidades de saúde do município. “Com isso, em todas essas unidades haverá sempre um funcionário capacitado para fazer o diagnóstico precoce dos casos de hanseníase que chegarem até aquele estabelecimento de saúde. Para o tratamento do paciente isso representa um ganho muito importante, pois, a partir desse diagnóstico, caso ele seja positivo, ele já entra em tratamento”, explicou a coordenadora.

No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 124 novos casos da doença em toda Porto Velho. A faixa etária da população mais atingida foi de 30 a 39 anos. Desse total 50 foram casos de hanseníase paucibacilar (poucos bacilos) e 74 de multibacilar (muitos bacilos).
Os coordenadores do curso adiantaram ainda que nessa fase, o curso foi voltado para os profissionais que trabalham pelo período da manhã. Quem trabalha pela parte da tarde, o treinamento será em agosto, no período de 16 a 20. “Essa foi a melhor forma encontrada, ou seja, eles recebem as instruções no horário do expediente deles, o que torna o curso mais proveitoso”, afirmou.

Bacilo de Hansen

A hanseníase é causada por um micróbio chamado bacilo de Hansen, que ataca normalmente a pele, os olhos e os nervos. Também é conhecida como lepra, morféia, mal-de-lázaro, mal-da-pele ou mal-do-sangue. É uma doença que tem cura. Na primeira dose do tratamento, 99% dos bacilos são eliminados e não há mais chances de contaminação. Não é uma doença hereditária. A forma de transmissão é pelas vias aéreas: uma pessoa infectada libera bacilo no ar e cria a possibilidade de contágio. Porém, a infecção dificilmente acontece depois de um simples encontro social. O contato deve ser íntimo e freqüente.

Os principais sintomas são aparecimento de caroços ou inchados no rosto, orelhas, cotovelos e mãos. Entupimento constante no nariz, com um pouco de sangue e feridas, redução ou ausência de sensibilidade ao calor, ao frio, à dor a ao tato, manchas em qualquer parte do corpo, que podem ser pálidas, esbranquiçadas ou avermelhadas. Partes do corpo dormentes ou amortecidas, em especial as regiões cobertas.

A doença apresenta-se, basicamente, de duas formas e o tratamento depende do tipo. Se for do tipo paucibacilar (com poucos bacilos), o tratamento é mais rápido. É dada uma dose mensal de remédios durante seis meses. Além da ingestão de um comprimido diário. Se for do tipo multibacilar (com muitos bacilos), o tempo para tratamento é mais longo. São 12 doses do medicamento, uma por mês. Além de dois outros remédios diários durante os dois anos. O tratamento é 100% eficiente se for levado a sério do começo ao fim.

Fonte: http://www.onortao.com.br

SulAmérica lança novos cursos para clientes

A SulAmérica Seguros e Previdência oferece dois novos cursos em seu portal na internet. Os cursos e-learning fazem parte da Universidade Corporativa da seguradora e apresentam informações sobre direção defensiva e mecânica básica. O material é totalmente interativo e com linguagem fácil, visando conscientizar os motoristas sobre a importância dos cuidados preventivos no veículo e como se proteger no trânsito.

Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), cerca de 24 mil pessoas morrem e 450 mil ficam feridas todos os anos nas estradas brasileiras devido a acidentes de trânsito. Esta estatística reforça a necessidade da preparação dos motoristas para guiarem seus veículos com a máxima noção de segurança.

O curso Direção Defensiva aborda assuntos e cuidados para o dia a dia à frente do volante. O treinamento é dividido em três situações de pilotagem: direção na cidade, direção na estrada com tempo adverso e direção na estrada de dia e durante a noite. Além de orientações importantes para guiar o veículo com segurança, como por exemplo, a posição correta de ajuste dos retrovisores.

O curso Básico de Mecânica visa orientar os motoristas, homens e mulheres, sobre cuidados com as principais partes e peças do carro, porque conhecer o funcionamento do motor e de algumas peças do automóvel é importante e evita contratempos, como paradas repentinas ou alto custo de manutenção corretiva.

Sem a presença de termos técnicos, o motorista aprenderá desde a conferência dos níveis do óleo e água até noções do funcionamento do motor do carro.[2]

Os cursos estão disponíveis no site http://www.sulamerica.com.br/universas para todas as pessoas, clientes ou não da SulAmérica Seguros.

Hospital Amaral Carvalho tem mais de 50% dos enfermeiros especializados em oncologia

Mais de 50% dos enfermeiros do Hospital Amaral Carvalho (HAC) são especializados em oncologia. Os números são da Universidade Corporativa da Fundação Amaral Carvalho, responsável pelo aperfeiçoamento dos profissionais da instituição. O HAC conta com 138 enfermeiros. Oitenta já são especialistas e 23 terminam a pós-graduação neste ano.

Estima-se que 100% dos profissionais da área concluam o curso de aperfeiçoamento em oncologia até 2012. A capacitação faz parte de um programa de auxílio instituído pela Universidade Corporativa do HAC. “Acreditamos que esta realidade, de ter mais da metade dos enfermeiros especialistas, ocorra só na nossa instituição”, diz Paulo Eduardo de Abreu Machado, diretor-reitor da Universidade Corporativa.

De acordo com o médico, este é também um dos motivos pelos quais o HAC é referência no tratamento e combate ao câncer. Em 2002, esteve entre os dez melhores hospitais do País e em 2008 e 2009 ficou novamente entre os 10 no ranking dos melhores hospitais do Estado de São Paulo, de acordo com pesquisa realizada pela secretaria Estadual Saúde com pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

A especialização, segundo Dr. Paulo, é vital para o bom funcionamento de toda a instituição, além de garantir o bem-estar e tratamento do paciente com câncer. “O paciente oncológico é diferente e quem não tem essa vivência mistura as estações”, conta.

Auxílio

O critério utilizado para a seleção, de acordo com a enfermeira Cláudia Conte, é simples: o setor que não possui um profissional especializado em oncologia tem prioridade. “Precisamos que todos os setores tenham um enfermeiro com a pós-graduação concluída, até para que possamos integrar alguns credenciamentos que o hospital pleiteia. Hoje não temos nenhuma unidade que não tenha um enfermeiro especializado, e com isso eles têm maior capacidade de resolver os problemas e conflitos dentro de seu departamento, seja com o pessoal ou com pacientes”, esclarece.

Para estimular o funcionário na busca por aperfeiçoamento, a instituição arca com quase 50% do valor da mensalidade de especialização. “Desta forma incentivamos que nossa equipe nunca pare de estudar”, diz Dr. Paulo.

As aulas são ministradas nas Faculdades Integradas de Jaú e contam com parceria da USP (Ribeirão Preto). Entre os docentes, 16 médicos e oito enfermeiros fazem parte do corpo funcional do Hospital Amaral Carvalho. “As aulas abordam principalmente atividades teóricas e práticas que dizem respeito à conduta humana e ética com o paciente.”

A pós-graduação na área de oncologia é disponibilizada pela Universidade Corporativa desde 2006. Recentemente a instituição também dá respaldo aos enfermeiros que objetivam a especialização na área de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). “A Universidade Corporativa Amaral Carvalho é um investimento institucional. Sua existência só é possível devido à preocupação em melhorar os seus recursos e transformá-los em capital humano”, salienta dr. Paulo.

Hospital: treinamento “Higiene e Segurança do Trabalho”

Buscando promover segurança e bem-estar no trabalho, o Hospital Regional Dr. Estácio Muniz de Aquidauana, realizou na manhã de quarta-feira, 21, treinamento “Higiene e Segurança do Trabalho” a um grupo de funcionários do setor de manutenção.

Foi ministrado pelo Técnico em Segurança do Trabalho, Marcelo Nunes Sampaio, que detalhou técnicas em Segurança na Operação e Manutenção de Aparelhos e Instalações Elétricas, conforme a NR-10. Diversas orientações foram repassadas aos funcionários, dentre elas: medidas de prevenções básicas, risco de eletricidade, risco profissional, ferramentas elétricas, choque elétrico e primeiros socorros, emergência, medidas de prevenção, proteção contra incêndio e explosão, segurança em instalações elétricas, procedimentos de trabalho e responsabilidades, entre outras técnicas abordadas.

De acordo com o técnico Marcelo Sampaio, é uma preocupação da direção do Hospital, promover treinamento e orientações aos funcionários. Explicou que esse tipo de exercício é uma rotina e contemplará todo quadro funcional, conforme agenda dos cursos.

“Tudo isso auxilia de forma efetiva os funcionários desempenharem corretamente suas funções. A realização de cursos ajuda ampliar os conhecimentos, e promove comportamentos seguros no exercício das funções e preparo em situações adversas”, garante Marcelo.

Fonte: http://www.aquidauananews.com

Nuvem de tags