Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Agência Internacional de Pesquisa de Câncer de Lyon, na França, irá contar com dados do hospital jauense para análise

O Hospital Amaral Carvalho (HAC), por meio de seu Registro Hospitalar de Câncer (RHC), foi convidado para participar de estudo organizado pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (IARC, do inglês International Agency for Research on Cancer), sediada em Lyon, na França. Trata-se de pesquisa nacional, multicêntrica, para avaliar e compreender o papel de alguns fatores específicos no desenvolvimento do câncer de cabeça e pescoço.

“O HAC foi convidado a participar desse estudo e manifestou este interesse respondendo a um questionário de viabilidade proposto pela IARC que reconheceu a importância e quantidade expressiva de casos de câncer de cabeça e pescoço registrados pelo HAC”, explica Rute Maria Martins Capra, coordenadora do RHC do hospital jauense. O Amaral Carvalho irá participar do projeto com outros oito centros brasileiros, São Paulo, Barretos, Curitiba, Rio de Janeiro, Goiânia, Salvador, Fortaleza e Cuiabá.

Pesquisas em grande escala avaliando a associação do câncer de cabeça e pescoço com  hábitos de vida, tabaco, álcool e, em especial com fatores genéticos, são pouco comuns na América Latina e em especial no Brasil. O estudo da IARC visa compreender o papel desses fatores na incidência e mortalidade pelo câncer de cabeça e pescoço, por meio da coleta e análise de uma grande amostra de casos – são estimados 4.000 casos novos – coletados em nove grandes centros de tratamento no Brasil.

Atualmente o trabalho está em fase final de tradução dos protocolos que serão utilizados, ou seja, os questionários para coleta dos dados. Até abril deste ano será implantado um projeto piloto que inclui o treinamento, coleta de dados e avaliação dos questionários preenchidos.    Em seguida será iniciada a fase de coleta efetiva dos dados, com previsão de término para maio de 2013.

“O Hospital Amaral Carvalho com a colaboração dos Departamentos de Cirurgia da Cabeça e Pescoço e Registro Hospitalar de Câncer da Universidade Corporativa espera que este seja um estudo que proporcione a projeção internacional da instituição”, salienta Rute.

Números

Estudos apontam que o câncer de cabeça e pescoço é o sexto mais comum em todo o mundo, representando cerca de 6% de todos os casos. Surge principalmente na cavidade oral, faringe e laringe. Em todo o mundo são estimados mais de meio milhão de casos novos e cerca de 300 mil óbitos por ano.

As taxas padronizadas por idade no mundo são de 15,3 casos por 100 mil homens e 4,5 casos por 100 mil mulheres enquanto no Brasil, são de 22,1 casos por 100 mil homens e 3,3 casos por 100 mil mulheres, segundo estudo internacional publicado pela IARC denominado GLOBOCAN 2002.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: