Facilitador e Instrutor. Palestrante, se preciso for…

Arquivo para setembro, 2009

Olha nossa Coordenadora da Pós-Graduação de Gestão de Recursos Humanos aí gente!!

palestrahelenita 

 

 

 

 

 

programa2helenita

 

 

 

• Elementos Essenciais do Coaching
• Coaching: Definição e Semelhanças
• Educação em Coaching – Aplicando para a melhor Performance da Equipe
• Ferramentas de Coaching – Como usá-las
• Diálogo de Coaching que funciona
• Mapas de Planejamento de Metas e Ações em Coaching
• Ciclo de sessões de Coaching
• Como trabalhar com crenças limitantes e valores em curto espaço de tempo
• Como determinar os níveis de comprometimento da equipe e gerenciá-los
• Avaliaçao , Feedback  e Formulários de Aplicação e  Apoio
 
 
foto_01helenitaSirley Carvalho
Mestranda em Psicologia Social e Organizacional; Administradora de Empresas , Master Business Administration Gestão Empresarial ; Palestrante na área comportamental motivacional; Professora do MBA Gestão de Pessoas da Faculdade Mauricio de Nassau/PE; Doze anos de experiência em consultorias organizacionais e recursos humanos. Forte atuação em programas de Captação, Desenvolvimento e Retenção de Talentos; Implantação de Cargos e Salários, Pesquisa de Clima Organizacional e Avaliação de Desempenho com Foco em Competências. Consultora Formada para as Ferramentas de Gestão “DISC” − HLCA/RJ , Personal & Professional Coach− Sociedade Brasileira de Coach, CHAMAP− Metodologia e Softwere do Mapeamento de Competências − ( Maria Odete Rabaglio/SP) . Diretora de Pesquisas da ABRH−RJ e associada ao IBCO − Instituto Brasileiro de Consultores Organizacionais.Coordenadora responsável pela arquitetura e implantação do modelo de Gestão de Pessoas do Tribunal de Contas/PI. Docente SENAC/RJ para os programas de desenvolvimento gerencial da Natura Brasil no modelo CNO.
Sócia da Empresa Sol Desenvolvimento Ltda.

 
foto_02heleintaHelenita de Araujo Fernandes
Mestre em Psicologia Social, psicóloga com pós−graduação em Gestão de RH, formação em Psicodrama. Mais de 15 anos de experiência em Gestão de Pessoas. Desde agosto/2000 atuando como consultora em desenvolvimento de humano em empresas de segmentos diversos (Pessoa Jurídica). Consultora e instrutora do Sebrae/RJ. Facilitadora de treinamentos ao ar livre em parceria com a Dinsmore. Tutora do FGV Online (turmas livre, graduação e MBA) − disciplinas Gestão de Pessoas, Psicologia Organizacional e Modelos de Gestão e Clima Organizacional − desde 2006. Professora Assistente do FGV Online (graduação) na disciplina Recrutamento e Seleção − desde 2008. Tutora do IBMEC online (MBA corporativo) − disciplina Gestão de Pessoas − desde 2008. Professora presencial do curso MBA Executivo da UGF − Disciplinas Gestão de RH e Recrutamento e Seleção − desde 2008. Tutora da Pós−Ead da UGF (e professora autora) − Disciplina: Motivação, Liderança e Formação de Equipes − desde 2009. Sócia da empresa Movimento RH − Consultoria em Desenvolvimento Humano.

22/10/2009, 08:00 às 17:00h, R. Evaristo da Veiga, 55 – 2º andar (instalações da RH Brasil) – Centro

Inscrições: shcoachpersonal@gmail.com
Confirmação de Participação: (21) 8730 4347
Investimento: R$ 450,00

* 15% de desconto para segundo ou outros participante da mesma empresa
** Almoço por conta do participante

Jornaleiros participam de treinamento em Teresina

No dia do jornaleiro, esses profissionais terão homenagens e participam de treinamento

Hoje, 30 de setembro é o Dia do Jornaleiro, esse profissional que está presente todos os dias nos trazendo as notícias diárias.

Os jornaleiros recebem homenagem durante todo o dia em Teresina. Para lembrar a data o grupo Zildene Falcão realiza hoje no Real Palace Hotel um treinamento para os jornaleiros.

No treinamento os profissionais reciclarão seus conhecimentos e aproveitarão para comemorar o Dia do Jornaleiro.   

 

Da redação

Empresa oferece treinamento para marceneiros

A multinacional Henkel, em parceria com a Madeiras do Brasil, oferece aos marceneiros de Maceió, no próximo dia 29 de setembro, um treinamento técnico sobre diversos produtos indicados para os profissionais da área. O evento inicia às 19 horas, na churrascaria Espeto Grill, e deve reunir cerca de 150 profissionais.

A ação proposta pela Henkel, fabricante das marcas Cascola, Cascorez, Super Bonder, Durepoxi e Sista Flexite, pretende esclarecer os marceneiros sobre o manuseio e aplicação dos produtos, visando aperfeiçoar a técnica que faz parte da rotina destes profissionais.

Um dos destaques da linha de produtos da empresa é a Cascola Sem Toluol, que é mais indicada para os trabalhos em marcenaria por oferecer alta força de colagem. Além disso, oferece secagem até três vezes mais rápida que as demais colas de contato, sem alterar o tempo para a união das peças após secagem, o que garante ao profissional maior agilidade no processo de produção.

O objetivo é que com maior entendimento sobre tais produtos os marceneiros possam oferecer aos clientes um trabalho ainda mais qualificado.

Programação:

19 horas – Boas Vindas

19h15 – 20h15 Treinamento da Linha Cascola

20h15 – 21h30 Confraternização

Abaixo detalhes do evento:

Local: Espeto Grill

Endereço: Avenida Silvio Carlos Luna Vianna, 1911 – P. Verde

Data: 29/09/2009

Horário: 19 horas

Para mais informações, acesse: www.henkel.com.br

Fonte: Assessoria

Seleção por Competências

Por Maria Bia Aparecida Henrique

Para falar sobre este assunto, inicialmente temos falar sobre competências em um sentido mais amplo.

 O conceito de competência, nos últimos anos, tem aparecido como uma forma de repensar as interações entre pessoas, seus saberes e capacidades, e as organizações e suas demandas. A competência não se reduz ao saber, nem tampouco ao saber fazer, mas sim à sua capacidade de mobilizar e aplicar esses conhecimentos e capacidades numa condição particular, aonde se coloca recursos e restrições próprias à situação específica.

 Alguém pode conhecer métodos modernos de resolução de problemas e até mesmo ter desenvolvido habilidades relacionadas à sua aplicação, mas pode não perceber o momento e o local adequados para aplicá-los na sua atividade.

 A competência, portanto, não se coloca no âmbito dos recursos (conhecimentos, habilidades), mas na mobilização destes recursos e, portanto, não pode ser separada das condições de aplicação.

 Esta mudança na forma entender o que é Competência traz uma mudança também na forma de selecionar pessoas para as organizações.

 – O QUE É SELECIONAR?

 Encontramos algumas definições na literatura:

 1. Seleção é uma série de passos específicos para decidir que recrutados devem ser contratados – “Werther Davis”

 2. Seleção é a escolha do homem certo para o lugar certo – “Chiavenatto”.

 3. Seleção é o processo pelo qual são escolhidas as pessoas adaptadas a uma determinada ocupação ou esquema organizacional “Barros Santos”

 4. Seleção é o processo de Administração de Recursos Humanos, por meio do qual a empresa procura satisfazer suas necessidades de Recursos Humanos, escolhendo aqueles que melhor ocupariam determinado cargo na organização, com base em uma avaliação de suas Características Pessoais (conhecimentos, habilidades, etc…) e de suas motivações.

 No entanto, a “Seleção por Competências” que é hoje e a mais moderna Metodologia para realização do trabalho de seleção, abre espaço para mais uma variável, que passou a ser importante a partir da valorização dos aspectos comportamentais que afetam diretamente o nível das entregas (resultados) que o futuro empregado deverá fazer à organização.

 Desta forma, podemos complementar a última definição de Seleção dada acima, dizendo que:

 – Seleção por competências é o processo de Administração de Recursos Humanos, por meio do qual a empresa procura satisfazer suas necessidades de Recursos Humanos, escolhendo aqueles melhor atendidos no aspecto de Motivação e com base em uma avaliação de Conhecimentos, Habilidades e Atitudes que gerem entregas compatíveis com o intento da organização.

 -COMPETÊNCIAS :

 CONHECIMENTOS HABILIDADES  ATITUDES 

C H A

Saber  Saber Fazer Querer fazer

Conhecimentos técnicos, escolaridade e cursos. Experiência nos conhecimentos Ter colocado em prática o saber. Ter atitudes compatíveis para obter resultados em relação aos conhecimentos e habilidades adquiridas ou a ser adquirido.

 Ou seja, a idéia de obtenção de resultados passa a ser um requisito na seleção. Não basta mais ter candidatos com formação (conhecimentos) e experiência (habilidades). É importante saber se os candidatos têm “Comportamentos” que façam viabilizam resultados à partir dos seus conhecimentos e experiências.

 INSTRUMENTOS DE SELEÇÃO UTILIZADOS NA SELEÇÃO POR COMPETÊNCIAS

 Os instrumentos de seleção tradicionais, tais como testes Psicológicos, Testes Psicométricos, Dinâmica de Grupo e Entrevista de seleção podem ser utilizados na Seleção por Competências, porém necessariamente deverão ser encarados como instrumentos complementares.

 A principal característica do Processo seletivo com base em Competências está ligada à observação de comportamentos passados, que sirvam de prognóstico de comportamento futuro. Associam-se ainda a esta idéia as definições de Competência tratadas anteriormente.

 Assim sendo os instrumentos a serem escolhidos deve levar em conta esta característica. A Entrevista Target (ou entrevista comportamental), a Dinâmica de Grupo e Jogos com Foco em competências e a Prova situacional são principais instrumentos a serem utilizados.

 TARGET OU ENTREVISTA COMPORTAMENTAL OU ENTREVISTA DIRIGIDA

 É um meio de investigação com concentração em aspectos comportamentais, levando o candidato a descrever situações vividas (específicas), onde o entrevistador irá averiguar a existência ou não das competências necessárias para o cargo.

 Para planejar uma boa entrevista por competências é necessário realizar um completo Levantamento de Perfil, mapeando as Competências requeridas (Organizacionais, de processo e individuais).

 Na entrevista comportamental não são utilizadas as perguntas abertas nem as perguntas fechadas. Utilizam-se apenas as perguntas comportamentais, conforme definido abaixo:

 Perguntas abertas: Incentivam o candidato a responder com opiniões, sentimentos ou teorias. Ex.: “Como você reagiria se alguém combatesse fortemente a sua idéia ?”

 Perguntas fechadas: Incentivam respostas automáticas. Ex.: “Quando suas idéias são fortemente combatidas você reage bem, não é?”

 Perguntas Comportamentais: Fazem com que o candidato descreva comportamentos anteriores, ações realizadas e resultados obtidos em situações específicas. Ex.: “Dê-me um exemplo de situação onde suas idéias foram fortemente combatidas”. Como você reagiu e qual foi o resultado?

 Na Entrevista Comportamental deve-se considerar as respostas completas, ou seja, aquela em que o candidato descreve: a situação ou tarefa vivida, a ação realizada naquela situação e o resultado decorrente de sua ação. É o chamado STAR COMPLETO:

S = Situação

T = Tarefa

A = Ação

R = Resultado

 Se o candidato deixa de descrever um desses itens (Situação ou Tarefa; Ação e Resultado) teremos um STAR INCOMPLETO.

 Quando o candidato dá respostas vagas, omite suas experiências ou responde através de sentimentos, achismos, teorias e/ou opiniões, é chamado de STAR FALSO.

 EXEMPLOS DE PERGUNTAS:

 INICIATIVA: Dê um exemplo de uma situação onde teve de resolver algum problema de outra área / pessoa sem que tivesse sido solicitado. O que você fez? Qual foi o resultado?

 COMPETITIVIDADE: Cite uma situação onde você precisou ser competitivo. O que fez? Quais foram os resultados?

 PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO: Dê exemplo de uma situação onde todo seu cronograma tenha sido derrubado por algum imprevisto. Qual era o trabalho? Como se re-planejou? Qual foi o resultado? O processo de seleção é um momento de tomada de decisão, onde se deve evitar a simples intuição. A Seleção por competências e a entrevista Target (comportamental) é um excelente instrumento pois permitem reduzir a subjetividade e as propensões do entrevistador.

 O processo de seleção é um momento de tomada de decisão, onde se deve evitar a simples intuição. A Seleção por competências e a entrevista Target (comportamental) é um excelente instrumento pois permitem reduzir a subjetividade e as propensões do entrevistador.

Servidores Participam de Treinamento Para Gestão Eletrônica de Documentos

 Capacitar servidores no uso da solução de Gerenciamento Eletrônico de Documentos e Processos (GED), nas funções voltadas à condução dos processos e mapeamentos, bem como na criação de documentos a partir de modelos previamente configurados. Estas são algumas das propostas da primeira da fase do curso sobre Solução de GED iniciado nesta terça-feira, 22, sob a organização da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis).

 

O curso, que conta com a participação de 285 servidores de 60 órgãos estatais, ocorre na sala de treinamento da empresa e nas instalações da Escola de Governo. Dividido em três fases, o treinamento tem o objetivo de capacitar o servidor a utilizar a ferramenta que modificará o processo de execução de documento, que vai desde a criação até a assinatura.

Cada participante desempenhará, posteriormente, o papel de multiplicador, em relação à transmissão da mensagem do curso para os demais servidores dos órgãos. De acordo com o presidente da Emgetis, Ulisses Benedito de Paula, o papel dos multiplicadores é fundamental, pois eles serão referência nos seus respectivos órgãos para esclarecimento de qualquer dúvida sobre o sistema. Na abertura do curso, ele ainda recomendou a todos que explorassem o máximo o treinamento, informando que a Área de Relacionamento e Negócios (Arene) está à disposição para esclarecimentos posteriores. O encerramento do curso está previsto para o dia 02 de outubro.

Solução de GED

A solução de GED viabilizará a implantação do Sistema para Gestão Eletrônica de Documentos e Processos (e-DOC Sergipe), que propõe transformar o sistema de tramitação física de documentos em uma sistemática eletrônica. Segundo Ulisses de Paula, a solução tem amplitude corporativa, pois atenderá a todo o Estado.

“O e-DOC Sergipe quebra alguns paradigmas, pois institui a documentação e a tramitação eletrônica em detrimento do papel. Com a Solução de GED, o documento vai tramitar virtualmente entre caixas postais, semelhante à lógica do correio eletrônico”, declarou o presidente. O novo processo tem garantia legal, respaldada na Certificação Digital. Além disso, a Solução de GED está hospedada em ambiente seguro, garantido pelo Data Center da Emgetis.

Expectativa

O coordenador de informática de Fundação Renascer, Ariosvaldo Pereira Filho, que participa do curso, aprovou a novidade. “O setor de informática da empresa ainda está sendo estruturado. Portanto, o GED vem em um bom momento, uma vez que facilitará e agilizará o trabalho, desde a produção de arquivo até a catalogação do documento. Além disso, não precisará mais imprimir ofícios e evitará a tramitação de um setor para outro”.

“Tudo isso é muito novo e diferente, mas é bom”, opinou acerca da solução a responsável pelo protocolo da Emgetis, Ana Rita Feitosa. “Qualquer ação que venha para facilitar o serviço é sempre bem-vinda”, afirmou.

O responsável pelo projeto do GED, Francisco Rocha, contou que a iniciativa é mais uma solução que a Emgetis oferece que visa atender a demanda dos órgãos que compõem a Administração Pública Estadual. “Estamos oferecendo uma solução web integrada, que possibilitará uma linguagem única entres os diversos órgãos e uma gestão de documentos segura, ágil e menos dispendiosa”.

Fonte: www.faxaju.com.br

 

PI: Profissionais da construção civil participam de treinamento

Começou ontem (21), o curso Gestão da Qualidade: Auditorias Internas, em Teresina. O treinamento prossegue até quinta-feira (24), sendo uma iniciativa do Projeto Polo da Construção Civil, executado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí.

Serão capacitados cerca de trinta colaboradores de empresas de construção civil da capital. Essas empresas estão sendo acompanhadas para implantação de um programa de qualidade com foco em certificação concedida pelo Ministério das Cidades.

“Queremos organizar essas empresas para que estejam habilitadas para a certificação no Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat, PBQP-H. Funcionários serão treinados para serem auditores internos. Em dezembro deste ano, acontecerão as auditorias por parte da empresa certificadora e esses colaboradores precisam repassar as informações e procedimentos utilizados nas obras, de maneira correta e eficiente”, informa a gestora do Projeto Polo da Construção Civil do Sebrae no Piauí, Maria de Lourdes Freire.

O PBQP-H tem como meta organizar o setor da construção civil no que se refere à qualidade do habitat e à modernização produtiva. O foco do programa é o aumento da competitividade das empresas, através da melhoria da qualidade de produtos e serviços, da redução de custos e da otimização do uso dos recursos públicos. Soluções mais baratas e de melhor qualidade devem contribuir para a redução do déficit habitacional.

Os colaboradores das construtoras também participam até o final deste mês de uma consultoria em D?Olho na Qualidade. O treinamento acontece nos canteiros de obras das empresas Garra, Galib Brasil, Betel e MF Empreendimentos. Estão sendo capacitadas cerca de cento e cinqüenta pessoas, entre pedreiros, eletricistas, serventes, mestres de obra, bombeiros, carpinteiros, engenheiros, almoxarifes, técnicos em segurança e outros profissionais que trabalham nos canteiros das construções.

“Estamos repassando para essas pessoas técnicas de descarte, organização, limpeza, higiene e ordem mantida. Também promovemos palestras de motivação para esses profissionais. Em outubro, mas quatro empresas serão beneficiadas com esta ação, que dura em média trinta dias”, acrescenta Maria de Lourdes.

A consultoria é aplicada pelo administrador de empresas e consultor do Sebrae no Piauí, Marcos Castro.

“Já percebemos alguns resultados como uma melhor organização física, com canteiros de obras mais limpos. Os profissionais já não deixam mais matérias-primas nem restos de materiais espalhados pelos cantos, o que garante um ambiente mais seguro e agradável. O cuidado com as estruturas já prontas é outro aspecto que merece destaque. Antes, depois de feita a pintura era necessário pintar novamente, pois eles não se preocupavam com a conservação dos ambientes já concluídos. Mostramos também que essas mudanças beneficiam diretamente todos os envolvidos na construção civil e os tornam mais qualificados para exercer a atividade”, comenta o consultor.

O Projeto Polo da Construção Civil do Sebrae no Piauí iniciou suas atividades em junho deste ano. As ações do projeto beneficiam vinte e cinco empresas instaladas na capital. São atividades voltadas para a gestão da qualidade, organização, cultura da qualidade, entre outros aspectos. A intenção é que através de registros, procedimentos e atendimento corretos se alcance a redução de custos e a melhoria da produtividade.

Sebrae-PI
21/09/2009 17:26h

SC: frigoríficos têm treinamento sobre bem-estar animal

Santa Catarina é o primeiro Estado a receber o treinamento de bem-estar animal realizado pela Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA). A organização não-governamental firmou uma parceria com o Ministério da Agricultura para qualificar as pessoas que trabalham nos frigoríficos, dentro do Programa Nacional de Abate Humanitário.

Nuvem de tags